A3 - 13h/16h
com Ana Galvão
2014-08-21 14:46:39

A Coadoção

A Coadoção
"Bom Dia, Dr. Quintino Aires e Raquel Bulha.

Voltou a discussão a Adopção de Crianças por Casais Homossexuais gostaria de ouvir a sua opinião sobre o tema? E porque é que nunca mais acabamos com essa discussão que aparece todos os anos?

Cumprimentos."

Audio



por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-08-21 13:58:42

Anúncio Brasileiro "uso do preservativo" História de Sexo no carro

Anúncio Brasileiro uso do preservativo História de Sexo no carro
"Olá Raquel e Quintino,

Sou um grande fã da vossa rubrica. Já são vários anos a quebrar tabus e só tenho pena que tão poucas pessoas vos oiçam. De facto, à falta de uma educação sexual e (muito importante) também psicologica, vocês fazem verdadeiro serviço público. Doa a quem doer ;)


Como temos estado a contar situações de sexo no carro aqui vai o meu contributo:

Numa tarde de verão viajava para o Porto com a minha namorada na altura quando a meio da viagem começámos a trocar umas carícias e uma coisa levou à outra, começámos a tocar-nos. Já tínhamos algumas historias no carro e estávamos muito a vontade um com o outro, ainda que estivéssemos em pleno transito. Ela masturbava-me tão bem que chegou a um ponto que tínhamos mesmo que tratar do assunto :)

Começámos a procurar um sítio mais recatado, fugindo das principais estradas até que encontrámos um caminho bem escondidinho, com muros altos e parámos. Colocá-mo-nos à vontade, tirámos a roupa e lançá-mo-nos na aventura. Porém o carro era meio apertado e como estava óptimo tempo resolvemos sair do carro e aproveitar a enorme mala (era um comercial). Mal saímos do carro notámos que o sitio tinha algumas melgas. Nem ligámos. Nada nos ia fazer perder aquele momento. No entanto, uns minutos depois começámos a sentir umas picadelas e umas comichões. Aproveitei para lhe mandar umas palmadas (tinha desculpa, afinal era para matar os insectos) e a esbracejar para as afastar, mas não resultava. Nisto começámos a ouvir uma mota estrada acima, o som cada vez mais perto e a única coisa que me ocorreu era que íamos ser apanhados e que ia expo-la a uma situação super embaraçosa, no mínimo. Reacção: acelerar para culminarmos mais rápido! Acelerei, acelerei e a mota cada vez mais perto, cada vez mais perto... "a mota está a vir, a mota está a vir, eu estou a vir!" dizia eu e... vim. e a mota... foi, continuou estrada fora no seu caminho... Durante uns segundos rimos a gargalhada com a situação, até darmos conta de que as melgas estavam todas em cima de nós. Corremos de volta para o carro, mas era tarde demais. Estávamos todos picados e...no corpo todo.

O pior de tudo foi quando chegámos ao Porto, onde tínhamos jantar em casa da minha irmã e estávamos todos cheios de borbulhas enormes na cara, no pescoço, nos braços, do tamanho de moedas 20 cêntimos! Isto nas partes que eram visíveis, pois sentia uma culpa imensa cada vez que coçava debaixo da roupa e em sitios bem mais intimos, pois para essa zona não servia a desculpa do ah e tal estacionamos para lanchar e o carro ficou cheio de melgas... :) Foram dias a coçar até passar, mas acho que valeu a pena ;)


Keep up the good work!"

Audio



por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-08-21 13:54:53

Prazer anal

Prazer anal
"Olá, Raquel, Quintinho e Portugal.
Sou brasileiro e gostaria, em primeiro lugar de parabenizá-los pelo programa que escuto através do podcast.
É raro chegar pelo lado de cá do Atlântico produções originadas aí na "terrinha": parabéns!!!
Sou heterossexual e de vez em quando gosto de incluir meu anus nos meus momentos de prazer a sós. Tenho 27 anos de idade e faço isso desde a minha adolescência. Tenho um consolo e um vibrador (além dos meus dedos) que uso algumas vezes por ano, quando me dá vontade.

Tenho algumas perguntas a respeito dessa prática:

1) Não me preocupo com a transmissão de doenças, já que sempre o faço a sós, no entanto gostaria de saber se o estímulo excessivo à próstata pode me causar algum dano. Se sim, o que se qualifica como excessivo? Recentemente meu pai, que tem 56 anos de idade, teve que remover a próstata devido a um câncer. Quais as precauções que devo tomar para fazê-lo seguramente?


2) Sempre ouvi falar que o ânus não apresenta nenhuma lubrificação natural, mas mesmo assim eu sempre percebi uma certa mucosa que me serve a esse propósito. De que pode se tratar isso? Será possível que eu tenha rompido a minha vesícula seminal (reparei ontem à noite que o cheiro dessa mucosa parece com o de sêmen)??? Sei que ela fica próxima à próstata, mas não sei se isso é possível. Nunca senti nenhuma dor fora do normal, portanto não acho que tenha ferido nada dentro de mim.

Audio


por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-08-21 13:51:37

Fitas azuis para meninos

Fitas azuis para meninos
"Uma história curiosa. Hoje em conversa com meu namorado, disse-lhe que uma amiga nossa anda à procura de fitas azuis para o bebe dela que vai nascer. E o pai da criança não se importa.

Para meu espanto - ou não - o meu namorado achou aquilo ridículo. Diz ele que os meninos não usam fita no cabelo, tal como eu não uso saias. Aqui respondi que não uso porque não é a tradição do meu país, tal como não uso túnica árabe.

Curioso, que o meu namorado - portanto homossexual e neste caso sem complexos do que é a sua orientação sexual - ainda tenha estes tabus relacionados com os papeis femininos/masculinos que são incutidos pela sociedade.

Beijos a ambos. Ou terá que ser beijo à Raquel e abraço ao Quintino, já que estamos numa de papéis?"

Audio


por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-08-21 13:45:01

Agir

Agir
"Olá, venho por este meio felicitar-vos pelo vosso programa pois tenho aprendido bastante só é pena ser pouco tempo de antena.

Tenho 36 anos, dois filhos e estou à dois meses divorciada de um casamento que durou 9 anos mais 9 anos de namoro, muito tempo . Foi um casamento com altos e baixos pois o meu ex tornou-se muito possessivo ao ponto de não poder vestir o que me dava na cabeça, falar/sair com as minhas amigas e tão pouco ter amigos homens e ainda ter o meu tlm conectado ao PC ao ponto de saber onde estava e ter acesso a sms, telefonemas e afins .... ou seja sofri muito de violência psicológica.´Mas à dois meses pus um basta na minha vida pois tenho todo o direito de ser feliz.

Estou a escrever pois trabalho num call center onde somos à volta de 80 colaboradores e estou apaixonada por um colega . Começámos a trocar emails até que fomos tomar café e na despedida aconteceu uma troca de beijos e tal ....

Quando estamos no trabalho comunicamos por email pois parece que nem nos conhecemos é só Bom Dia e Boa tarde e à noite falamos por sms até de madrugada, o que para mim é um pouco estranho ..... o que acontece é que já me declarei a ele várias vezes e ele diz que temos que ir com calma pois apesar de também gostar de mim o facto de eu ser divorciada, ter dois filhos e mais velha que ele 9 anos não sabe como a família dele iria reagir caso desse certo a nossa relação em que eu lhe digo que seria um desafio pois também não sabemos se irá dar certo ou não . O que pergunto é, acham que tem pernas para andar uma suposta relação ou acham que não vale a pena investir?

Eu sinceramente ás vezes acho que sim outras acho que não, parece-me ser uma pessoa muito insegura .

Obrigada por perderem o vosso tempo a ler o meu email"

Audio



por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-08-21 13:39:38

Fantasias com dois homens

Fantasias com dois homens
"Bom dia meus queridos,

Tenho 40 anos e o meu parceiro 48.
Estamos juntos há três anos e vivemos uma sexualidade sem tabus.
Pela sua mão tenho vivido experiencias, para mim, inimagináveis. Como mais velho que é, é ele quem mostra o caminho, e eu sigo-o tirando bastante prazer disso.
O que me incomoda é o seguinte;
Nas suas fantasias e provocações, nunca usa a 1ª pessoa para descrever algo que pretende fazer-me, usa sempre terceiros, outros homens.
Enquanto a maior parte dos homens (julgo eu!) idealiza o sexo a três com duas mulheres, para ele é com dois homens, ambos para me darem prazer a mim.Já o abordei diretamente sobre esta questão, tendo-lhe perguntado acerca da possibilidade de ser bi, algo que nega veementemente.
E acredito.... mas, de uma certa forma, o facto de ele estar constantemente a " meter" terceiros na nossa cama, torna a relação mais impessoal, e... bem, gostaria de uma opinião do Dr. Quintino, sobre a forma de pensar deste homem.
A minha questão concreta é, Consigo lidar com a situação, mas incomoda-me que nunca use o Eu, gostaria que ele o pronunciasse.
E, será que ele gosta que eu use o Eu?  Entendemos-nos muito bem, e gostaria de prolongar esta relação, não quero cometer erros.  Obrigada pela paciência, vou ficar colada á rádio esperando resposta!"


Audio


por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-08-21 13:27:30

A menina do papá

A menina do papá
"Tenho uma filha que já fez dois anos (o tempo passa) e tenho sido muito feliz na minha maternidade mas há uma coisa com a qual não tenho lidado lá muito bem: a minha querida menina tem uma adoração pelo seu querido pai. Esse facto, só por si, claro que não me incomoda, a questão é que muitas vezes sinto-me preterida, quando se magoa só quer o pai, para ir dormir só quer o pai, algumas vezes para brincar, enfim.... Claro que temos bons momentos mãe e filha... quando o pai não está. E a verdade é que me assomam muitos sentimentos contraditórios isto é, às vezes fico a observar e sinto-me feliz por vê-los com uma relação tão boa e penso " ok, isto é bom, não devo ficar triste", depois por outro lado não consigo evitar muitas vezes sentir-me preterida e dar por mim a pensar "será que a minha filha não gosta de mim"?

Ou não me devo preocupar porque ela está a viver o complexo de Electra no seu máximo esplendor e depois passará?! Ou devo preocupar-me porque se já é assim quando chegar a adolescência não nos vamos suportar?!"

Audio


por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-08-21 13:21:09

A falta de sexo depois do casamento (falta de interesse do marido)

A falta de sexo depois do casamento (falta de interesse do marido)
"Boa tarde Dr. Quintino e Raquel,
Gosto muito de ouvir o vosso programa e fico sempre com vontade de expor o meu caso. Finalmente estou a fazê-lo. Namorei 9 anos e casámos há 2 ano e somos muito felizes. Durante o tempo de namoro fazíamos sexo "às escondidas" e poucas vezes pois não tínhamos um espaço nosso. Nunca atingia o orgasmo pois ele era mais rápido que eu. Quando casámos, pensei que isso fosse mudar, que faríamos sexo a toda a hora e sempre muito fugazes, mas não. Agora até parece que fazemos menos e o meu marido tem vindo a perder o apetite sexual. Claro que quando o incentivo ele é bem empenhado mas se eu não o procurar não há sexo. Estando algum tempo sem praticar, quando o fazemos ele é rápido e eu fico sempre insatisfeita. O sexo com o meu marido é bom, muito bom, mas não tenho o meu "happy anding". Parece-me que se resolver a questão do baixo apetite sexual dele o meu problema para atingir o orgasmo fica resolvido, certo?

Já falámos do assunto várias vezes e a desculpa é sempre o cansaço e o stress profissional. Temos 30 anos, somos novos, sem filhos (por enquanto) e não me parece normal ter sexo apenas uma vez por semana, quando não são duas semanas de espera.

Que devemos fazer?"

Audio



por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-06-25 14:47:56

Dominadora Profissional

Dominadora Profissional
"Olá! Quero dizer-lhe que aprecio bastante o seu trabalho e a forma clara como fala em televisão de sexualidade sem tabus.

Gostaria de uma ajuda. Há algum preconceito por parte de muita gente em relação ao BDSM. Sou Dominadora profissional e nas minhas sessões não há sexo. Não considero prostituição, é apenas dominação. Mas para algumas pessoas é a mesma coisa. Talvez porque algumas prostitutas fazem dominação também. É diferente ser Dominadora e fazer dominação. Pode divulgar a minha página e escrever uma pequena nota sobre esse assunto? Ou um post a falar disso, ou quem sabe outra coisa em que eu possa participar para esclarecer com a sua ajuda? Muito obrigada! Cumprimentos!"

Audio


por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2014-06-25 14:41:27

Pensar em sexo durante o dia.

Pensar em sexo durante o dia.
"Bom dia novamente,

Antes de mais deixem-me dar-vos os sinceros parabéns pelo vosso serviço prestado, a hora do sexo deveria ser "obrigatória" como disciplina escolar, pois chega de tabus e de censuras!! O sexo é delicioso e faz lindamente à saúde, não só física como psíquica!!

Tenho algo a acrescentar ao relato anterior, pois ontem estive a falar com a minha companheira bastante tempo sobre o assunto e realmente preocupou-me bastante, pois questionei-a se sentia desejos durante o dia de sexo, do género estar no trabalho e pensar em mim e sentir um forte desejo sexual, e ela diz que não, nunca sente nem nunca sentiu, apenas quando tinha o desejo de engravidar é que sentia esse forte desejo de sexo durante o dia, apenas fica "predisposta" para o sexo quando sou eu que "puxo" por ela, mas que para ela o sexo é muito bom e atinge o orgasmo várias vezes durante o acto. Oiço o vosso programa já vai nuns anitos e oiço relatos de várias mulheres que têm os "desejos" e a vontade, mas na minha companheira não é mesmo o caso, e a nossa relação poderá deteriorar-se por falta de sexo. Amo-a muito e estou disposto a lutar pelo nosso bem estar e pela nossa relação.

Agora será que tem o desejo sexual hipoativo? Serão problemas hormonais? Qual poderá ser o problema?  Ela diz que me ama muito que fui o único homem da vida dela, e que não me quer perder, e farta-se de chorar por não "corresponder", tentei explicar-lhe que se calhar necessitava de "ajuda".

Dr. Quintino, desde já lhe agradeço e gostaria de saber o que me aconselha neste caso? Psicólogo? Andrologista? Ginecologista?

Cumprimentos"

Audio



por : Raquel Bulha

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
A Hora do Sexo MP3 2014-08-01
A Hora do Sexo MP3 2014-07-31
Este é o blogue do programa "A Hora do Sexo". Aqui encontras muitas das dúvidas relacionadas com a sexualidade, mas mais importante do que isso, os devidos esclarecimentos e respostas. Bem-Vindo!

Contactos:

sexo@rtp.pt
Raquel Bulha (raquel.bulha@rtp.pt)
Quintino Aires (quintino.horadosexo@gmail.com)

Facebook



Audios

Ouve a Gala do 1º Aniversário

Ouve a Gala do 2º Aniversário com os ouvintes

Ouve a Gala do 2º Aniversário com os políticos
"Cenas Cortadas"
Consulta

Diário da República (regime de aplicação da educação sexual em meio escolar)
        
DomSegTerQuaQuiSexSab
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31