Sábado, 22 de Novembro de 2014
Pesquisa na RTP Açores - Informação e Desporto

Graciosa Online

Porque nem todas as imagens cabem no Telejornal. Nem todos os graciosenses vivem na Graciosa. Este é um blogue com vídeos da ilha.

Luís Costa

2009-11-18 00:00:14

Sérgio Mendonça



 

Cristo vem: prepara-te!  2011-12-04

Preparar os caminhos do Senhor, anunciar a Boa Notícia, é o papel de João, e que nos exorta a que nós também o desempenhemos. Mas receber a Boa Nova exige conversão. Entrar em contacto com Cristo supõe o desprendimento de si mesmo. Sem esta caminhada, Cristo pode estar no meio de nós sem ser reconhecido (Jo l, 26).
Hoje, este papel não é mais simples do que nos tempos de João, e compromete cada um de nós. Durante o Advento, a grande figura do Baptista apresenta-se viva para nós, homens e mulheres do século XXI.



Vivei sempre alegres
2011-12-10

Se muitas vezes andamos abatidos e tristes é porque procuramos sentido para a vida em coisas que não têm sentido, efémeras e passageiras. Claro que tudo isto é uma caminhada, como afirma a primeira leitura do profeta Isaías, é como a semente lançada à terra, ou seja, a felicidade constrói-se progressivamente e requer muito empenho, mas é sempre um dom de Deus. O Evangelho não nos fala abertamente de felicidade, mas aponta o caminho para a mesma.



Natal: regressar às origens  2011-12-25

O Mistério do Natal não nos oferece somente um modelo para imitar a humildade e pobreza de Jesus que está deitado numa manjedoura, mas dá-nos a graça de sermos semelhantes a Ele. A manifestação de Deus na nossa natureza conduz o homem à participação da vida divina. Deste modo, a verdadeira espiritualidade do Natal, não está em viver Cristo exteriormente, mas viver o Deus que habita em nós, e que cada vez que o deixar-mos encarnar nas nossas acções estará a acontecer o Natal. Temos que admitir que o Natal cada vez será menos de Cristo, mas a nós só nos é pedido que façamos a nossa parte.




O compromisso da Paz  2012-01-01

A paz é uma oferta de Deus, mas para isso há que criar espaço em nós para a receber. Por vezes é comum ouvir-se: "então porque Deus não resolve isso?!!". Precisamente porque tu é que o tens que fazer; é a tua colaboração no Seu plano de amor. Quando a humanidade vive entre conflitos e destruição, ou se na tua casa reina a falta de paz, depende de cada qual encontrar os motivos da divisão e passar à paz. A paz foi sempre buscada pelo ser humano. Apesar de tudo ele quer a paz... a sua alma anseia pelo regresso à paz perdida...




Guiados por uma estrela  2012-01-08

Estamos diante de uma catequese sobre Jesus, destinada a apresentar Jesus como Salvador de todos os homens. A Estrela, inventada por São Mateus, não é um astro no céu, mas a pessoa de Jesus. Ele é a "Luz" anunciada pelos profetas, que ilumina todos os povos e nações. Os Magos representam todos os homens que vão ao encontro de Jesus e se deixam guiar pela sua mensagem de paz e de amor.




Convidados a amar  2012-01-22

Se tivermos medo, se nos sentirmos incapazes para tanto, olhemos aqueles pescadores da galileia... pobres e ignorantes, mas com uma generosidade sem limites... largaram tudo e seguiram a Jesus... A nós também Jesus continua exigindo as mesmas condições para segui-lo: "Convertei-vos e acreditai no evangelho..." Renovemos a nossa fé para compreendermos a grandeza desse convite e assim também teremos a generosidade necessária para segui-lo.



O maior tesouro  2012-01-29

O amigo verdadeiro é aquele que não lhe importam aspectos como raça, credo ou condição socioeconómica, pois respeita as nossas diferenças antes mesmo de desfrutar das semelhanças. Não existem bons ou maus amigos, sinceros ou desconfiados. Um amigo é sempre verdadeiro, honesto, leal e digno de honra e admiração; e, a amizade que acaba é porque nunca principiou. "Um amigo fiel é um poderoso refúgio, quem o encontrou, descobriu um tesouro. Um amigo fiel não tem preço, o seu valor é incalculável". (Ecl 6, 14)



Um Deus solidário no sofrimento  2012-02-05

O sofrimento continuará a ser um mistério... Jesus não elimina o sofrimento, mas ensina-nos a enfrenta-lo com esperança. Jesus garante-nos que Deus nunca nos abandona... Resta-nos: confiar em Deus e entregar-nos ao seu amor. Os cristãos não descobriram o caminho para evitar o sofrimento, sofrem como os outros e, às vezes, até mais do que os outros, mas descobriram que a Cruz de Jesus Cristo é redentora.




Os excluídos  2012-02-12

O nosso encontro com Cristo tantas vezes em tantas Eucaristias torna-nos capazes de testemunhar no meio dos nossos irmãos, com alegria e entusiasmo, a libertação que Cristo nos trouxe? Saibamos estar atentos aos clamores dos "leprosos" de hoje: os que pertencem às inúmeras categorias de marginalizados e excluídos da sociedade, afastados do convívio humano pela discriminação e pelo preconceito.




Máscaras  2012-02-19

Poderia referir as máscaras que existem na Igreja universal ou na política, e que são tantas, mas apontando o dedo aos outros estaremos a correr o risco de usar uma máscara também. Se queremos que os outros se desmascarem, teremos que ser nós a tirar a nossa máscara em primeiro lugar, se não, pode haver o perigo de que a nossa máscara caia quando tentarmos tirar a do próximo...  Então, que máscaras uso eu?!... Muitas vezes usámos a máscara da evasão de nós próprios, porque não nos aceitamos tais quais somos, usando a máscara que a sociedade nos impõe...



Deserto Quaresmal  2012-02-26

Jesus confrontou-se com dois caminhos, com duas propostas de vida: ou viver na fidelidade aos projectos do Pai; ou frustrar os planos de Deus, enveredando por um caminho de poder e autoridade, ao jeito dos grandes deste mundo. A vida de Jesus será uma luta constante de superação (a si mesmo) até à vitória definitiva na cruz, através da Ressurreição. Jesus escolheu viver na obediência às propostas do Pai, e da sua opção surgiu um mundo de paz e de harmonia.




Ressureição sem atalhos  2012-03-04

Deus propõe: "Este é o meu Filho muito amado, escutai-o!". Não existem atalhos para a glória, mas a caminhada faz-se com Jesus e na escuta à sua palavra. Ao transfigurar-se diante dos discípulos, Jesus revela a glória da ressurreição, e atesta que é o filho amado de Deus, apesar da Cruz que se aproxima. Na nossa caminhada para a Páscoa, somos também convidados a subir com Jesus o monte. As dificuldades da caminhada não podem nos desanimar.




O verdadeiro jejum  2012-03-11

Hoje mais do que nunca as pessoas pensam que o mundo tem que mudar, o nosso país tem que mudar, a nossa terra, a nossa família, mas se pensássemos em mudar-nos a nós próprios em primeiro lugar, talvez não perdêssemos tanto tempo. Quando pensares que a conversão tem que começar por ti, aí estarás no caminho certo, quando pensares que a conversão é só para os outros, então estarás a necessitar de empreender uma longa caminhada ao teu interior.




Acreditar salva   2012-03-18

Salvam-se os que praticam a verdade e se aproximam da "Luz". Condenam-se os que praticam o mal e preferem as "trevas". A salvação é um dom gratuito de Deus oferecido a todos, tudo depende da nossa aceitação ou não da proposta de Cristo. Cristo quer ser o nosso Salvador, não o nosso Juiz... Jesus não prometeu que a caminhada seria fácil, prometeu sim que estaria sempre connosco.



Morrer para conhecer  2012-03-25

Mas onde vamos encontrar Jesus para nos podermos aproximar e segui-lo?
No rosto dos pobres; nos caminhos de justiça e da solidariedade; quando sabemos escutar os pedidos dos nossos irmãos; nos doentes; quando nos fazemos companheiros de caminhada, testemunhas verdadeiras e sinceras, em quem resplandece o crucificado, ressuscitado e vitorioso.



A paixão de Deus  2012-04-01 

Jesus, tal como nos é apresentado pelo evangelista Marcos, revela-nos um Deus que ama de tal maneira os homens que partilha com eles as experiências mais dramáticas da sua vida. A segunda leitura de São Paulo aos Filipenses diz-nos que Jesus não foi apenas um turista que, bem ou mal, passou um breve período da sua vida neste mundo e depois se foi embora para ser feliz com o Pai. O sacrifício de Jesus não foi um parêntesis triste na sua vida normal, é Deus que se manifesta totalmente n'Ele e revela todo o seu amor.




Páscoa é Luz  2012-04-08

Vivamos de forma nova a nossa relação com Deus orientando-nos pelo Espírito, despojando-nos do egoísmo, purificando-nos da maldade, entregando-nos ao serviço do Senhor. Renovemos a nossa relação com a vida e com os outros cultivando a união fraterna na amizade, na partilha, no serviço e no testemunho do evangelho. Realizemos no dia a dia a dignidade e beleza espiritual do baptismo que nos faz filhos de Deus e membros do Seu povo santo "para anunciar as grandezas daquele que nos chamou das trevas para a sua luz admirável". Celebremos o dia do Senhor cada domingo para cultivar a alegria e o amor fraterno.




Acreditar sem ver  2012-04-16

Tomé representa aqueles que vivem afastados da comunidade, sem perceberem os sinais de vida que nela se manifestam. Este episódio do Evangelho de São João é uma alusão clara ao Domingo... A experiência de Tomé é possível para os homens de todos os tempos... A Eucaristia Dominical deverá ser o momento para aproveitarmos para um encontro pessoal com Cristo Ressuscitado, que continua presente "no meio de nós" na comunidade cristã, e o reconhecermos na mesma e lá vencermos os nossos medos.


Um Pastor com pastores  2012-04-29

Cada um pode ser um pouco "pastor" do seu irmão... Mas o "único pastor", que devemos escutar e seguir sem condições, é Cristo. Os outros pastores têm uma missão válida que receberam de Cristo, e o seu agir nunca pode ser diferente do de Cristo. Neste domingo celebramos também o dia mundial das Vocações, e termino com uma frase que nos deve fazer pensar: "É preferível que nos enganemos na procura do caminho, do que não procurando nos enganemos a nós próprios".



Às mães  2012-05-06

- às Mães ainda meninas, e às menos jovens, que contra ventos e marés, ultrapassando dificuldades de toda a ordem, têm a valentia de assumir uma gravidez - talvez inoportuna e indesejada - por saberem que a Vida é sempre um bem maior e um dom que não se discute e, muito menos, quando se trata de um filho seu, pequeno ser frágil e indefeso que lhe foi confiado;
- às Mães que souberam sacrificar uma talvez brilhante carreira profissional, para darem prioridade à maternidade e à educação dos seus filhos e às que, quantas vezes precisamente por amor aos filhos, souberam ser firmes e educadoras, dizendo um "não" oportuno e salvador a muitos dos caprichos dos seus filhos adolescentes;



Maria de Nazaré  2012-05-13

A mãe aponta-nos sempre para o filho... Ele que também neste mês é celebrado no grupo oriental dos Açores com a invocação de "Santo Cristo"... e mais uma vez vamos ver "o Cristo" adornado em todo o seu esplendor, sinal do culto que o crente lhe quer prestar, do agradecimento, da homenagem... é importante ser agradecido por tudo o que Deus faz em nós e através de nós, mas perante todo este aparato religioso à volta da imagem do "ecce homo" uma vez mais nos é dito pelo próprio Deus "não são os holocaustos e os sacrifícios que me agradam, mas sim um coração humilhado e contrito.



Jesus sobre de divisão  2012-05-20


Hoje como Jesus somos chamados a subir de divisão, a subir ao céu. Com Jesus as portas do céu abriram-se, mas Ele não dispensa a nossa colaboração. Para subir ao céu onde Jesus já se encontra, temos que continuar os seus gestos neste mundo, até ao dia do encontro definitivo para vivermos com Ele para sempre.




Deus é familia  2012-06-03

É um Deus que estabelece comunhão e familiaridade com o seu Povo, como nos é apresentado na primeira leitura desta festa. Vem ao encontro dos homens, fala com eles, indica-lhes caminhos seguros de liberdade e de vida, está sempre atento aos seus problemas, intervém no mundo para nos libertar de tudo aquilo que nos oprime e para nos oferecer perspectivas de vida plena e verdadeira.





Santidade na humildade  2012-06-24

Celebramos hoje a festa do nascimento de João Baptista: o único santo que a Liturgia soleniza também o nascimento, tal como Jesus Cristo. A regra é celebrar a morte.

O Evangelho deste dia narra o nascimento do Precursor, mostrando que com João se iniciou uma nova era: terminou o tempo das promessas, da expectativa e iniciou-se o tempo da realização. Deus cumpriu a sua palavra.




Basta que acredites  2012-07-01

No episódio do Evangelho segundo Marcos, Jesus restituindo a vida à filha de Jairo mostra que é a fé que salva. Não estamos perante uma simples doença, mas sim perante a morte. Jesus diz a Jairo: " Não tenhas medo, basta que acredites". Acordando a menina do sono da morte, Jesus mostra que a fé n´Ele pode até obter a vitória sobre a morte; não uma vitória momentânea (mais alguns anos), mas a vitória definitiva, associada à ressurreição de Jesus.




Chamados a ser profetas  2012-07-08

Deus tem os seus projectos e sabe como transformar um fracasso num êxito.
Qual a nossa atitude? Continuamos a ser "voz" de Deus na comunidade, na família, mesmo diante das contrariedades e adversidades?
Saibamos valorizar as pessoas que trabalham com dedicação na nossa comunidade, acolhendo-as como a "voz" de Deus. Acreditemos também que os "santos da casa fazem milagres".




Anunciar para libertar  2012-07-15

Nem todos irão acolher a mensagem... Os discípulos encontrarão resistências, desinteresse e recusas, tal como hoje... porém, trata-se dum convite, não de uma imposição; não se converte ninguém pela força mas pelo exemplo. O último versículo do Evangelho conta o sucesso da Missão dos Apóstolos e a obra de salvação realizada, e como sinal desta salvação a derrota do mal. Ainda hoje, olhando para a obra das nossas comunidades, vemos muitas pessoas que anunciam gratuitamente o Evangelho através das obras, e se põe ao serviço dos pobres, dos doentes, dos marginados da sociedade, etc...




Ter compaixão  2012-07-22

O discípulo/baptizado também muitas vezes se sente cansado e precisa do aconchego e da ternura do Bom Pastor. Precisa de descansar um pouco, de silêncio e oração, para avaliar as motivações da sua actividade. Precisa alimentar o amor na intimidade do coração, pela oração individual ou comunitária, e pelo encontro pessoal com Cristo, caso contrário, pode tornar-se num funcionário do sagrado, que não mostra ao mundo o rosto compassivo do Pai.




O dia do Senhor  2012-08-05

Para o cristão o Domingo não é um dia qualquer, mas o dia que tem uma especial ligação com o mistério da Páscoa de Jesus, estando assim em estreita ligação com as verdades centrais da nossa fé e o mistério da nossa redenção; perder o sentido do Domingo é ficar cada vez mais longe de Deus e da vida cristã. Actualmente tira-se muito pouco tempo para as coisas de Deus, e descobrir o sentido do Domingo será, para o crente, perceber o que ele significa como "o Dia que o Senhor fez", o valor da sua celebração e o seu significado na nossa existência humana e cristã.




A quem iremos?  2012-08-26

O Reino de Deus não é um concurso de popularidade... Muitos pensam que, "suavizando" as exigências do Evangelho, serão mais facilmente aceites pelos homens do nosso tempo... o que nos deve preocupar não é tanto o número de pessoas que vão à igreja, mas a autenticidade com que vivem e testemunham no mundo a proposta de Jesus. E nós... a quem iremos? Se ainda estivermos indecisos na nossa escolha, recordemos as palavras de Pedro: "Senhor, a quem iremos, só tu tens palavras de vida eterna..."




Escutar para libertar  2012-09-09

Cristo convoca a ouvir o clamor dos que sofrem e a falar em defesa da justiça, dos direitos humanos, da honestidade pública. O Evangelho de hoje fala-nos do milagre do surdo-mudo, Jesus tocou os ouvidos e a boca do doente e ele começou a ouvir e a falar. A acção de Jesus, no sentido de abrir o coração dos homens à comunhão com Deus e ao amor dos homens, é uma nova criação. Dessa acção nasce um Homem novo, uma nova humanidade.




A cruz liberta  2012-09-16

Seguidor é aquele que renuncia a si mesmo e toma a mesma cruz de Jesus. - Renunciar a si mesmo significa: não pensar só em si, não se deixar dominar pelo egoísmo, pelo orgulho e pela auto-suficiência. - Tomar a cruz: não significa apenas suportar as aflições da vida com paciência. A Cruz é o sinal do amor e da doação mais completa. Carregamos a cruz todas as vezes que nos sacrificamos para praticar o bem e fazer alguém feliz.

 


O Espírito do bem 2012-09-30

Conta-se que certo homem chegou ao céu, e muito orgulhoso mostrou as mãos a Deus: "Vê Senhor, estão limpas", e Deus com um olhar triste replicou: "mas também estão vazias". Muitas vezes julgamos mal quem faz o bem, queiramos encher as nossas mãos de coisas boas, respeitando quem faz o bem e cortando em nós o que está a mais. Não tenhamos medo de calejar as nossas mãos na prática do bem.



A familia que Deus quer  2012-10-07

O Evangelho apresenta-nos aquilo que é o projecto ideal de Deus para o homem e para a mulher que se amam: eles são convidados a viverem em comunhão total um com o outro, dando-se um ao outro, partilhando a vida um com o outro, unidos por um amor que é mais forte do que qualquer outro vínculo. O amor de um homem e de uma mulher que se comprometem diante de Deus e da sociedade deve ser um amor eterno e indestrutível, que é reflexo do amor que Deus tem pelos homens. Infelizmente há situações intoleráveis, onde entra a violência física ou psicológica; por outro lado, alguns também há que à mínima dificuldade abandonam o barco.



Caminhar na luz  2012-10-28

Nos momentos mais escuros da nossa vida, a palavra de Deus ilumina sempre a nossa caminhada na fé. No Evangelho deste domingo, Jesus dá a um cego a luz da visão e da fé. No texto de hoje, temos o último milagre e a última catequese de Jesus, encerrando a sua caminhada para Jerusalém. Os Apóstolos estavam "cegos" e necessitavam de "luz" para ver e entender o caminho da paixão, morte e ressurreição de Jesus.



A medida é amar  2012-11-11

Jesus não exige, oferece-se a todos Homens; não pretende que se ajoelhem diante dele mas sim diante dos irmãos, com Ele fez no "Lava-Pés". Não sigamos o exemplo dos Escribas, mas o exemplo da viúva que é o próprio Cristo que se dá todo por nós... Mais do que dar coisas, saibamos dar-nos a nós próprios... Nunca nos esqueçamos: Deus não calcula a quantia que damos, mas o amor com que damos.



O fim dum mundo  2012-11-18

A humanidade não caminha para a destruição, para o nada; caminha ao encontro da vida plena, ao encontro de um mundo novo. Nós cristãos devemos ver a vida presente em estado de gestação, como sememte de uma vida, cuja plenitude final alcançaremos só em Deus. Por isso, devemos ser para os nossos contemporâneos sinais de esperança dessa realidade. Acreditemos sempre que Deus não nos abandona na nossa caminhada, Ele vem sempre ao nosso encontro para nos apontar o caminho. Da nossa parte, devemos estar atentos aos Seus sinais, colaborantes e confiantes nas palavras de Cristo, que nos garante: "O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão".



Um coração que espera  2012-12-02

Vigilância significa por Deus em primeiro lugar na vida. Quer dizer, ler a realidade com o olhar voltado para a eternidade. Significa, acreditar que o Reino de Deus já está presente entre nós. - De Oração: - na Comunidade: com a liturgia do Advento... - nas famílias: preparando o Natal, mas de Jesus... - De Conversão: preparando o nosso presépio, o coração... O Natal será realmente cristão se Cristo tiver lugar no nosso coração, caso contrário, a sua vinda será inútil.

Vamos remover da nossa vida tudo o que é inútil e que possa impedir o nosso Natal com Cristo.  Como há dois mil anos em Belém, Ele ainda hoje continua a procurar um lugar... Será que Ele encontrará esse lugar na nossa casa, no nosso coração?



Preparando o caminho  2012-12-09

Tal como não gostamos de caminhar por estradas com buracos ou pedras, também somos convidados a endireitar o nosso próprio caminho, a nossa vida, o nosso coração, para que Jesus passe... então há que fazer obras urgentemente no coração, abater orgulhos, egoísmos, críticas, ódios, etc... O baptismo de João é sinal de mudança de vida, de conversão. O baptismo que nós recebemos não é sinal apenas, mas exige mudança e conversão, porque somos baptizados no Espírito. Muitas vezes quando vemos uma estrada em obras, há um letreiro a dizer "prometemos ser breves"... a nós neste advento é nos pedido que sejamos breves na mudança para melhor.



Caminhar na alegria  2012-12-16

Os anjos em Belém anunciaram uma grande alegria aos pastores... Também nós somos convidados a dar sempre testemunho dessa alegria, ao nosso redor e nas nossas comunidades, fazendo destas espaços onde se nota a alegria pelo amor e pela presença de Deus. Semear mais alegria, seguindo os caminhos apontados pelo Baptista, terá que ser para nós um gesto concreto de conversão na preparação do Natal que se aproxima.



Nem todos têm Natal  2012-12-24

Há 2000 anos nasceu o único que poderia devolver a esperança verdadeira à humanidade, mas não houve e continua não havendo lugar para ele.

Alguém com fé afirmava: "Jesus é o melhor presente"... como seria bom se mais pessoas aceitassem nas suas vidas este presente de Deus à humanidade... como seria bom se todos dessem as mãos para que todos pudessem ter Natal...  Que a nossa vida não seja marcada pelas falsas esperanças do mundo, mas saibamos recuperar a confiança naquele nasceu para trazer a verdadeira esperança a toda a criatura, e assim, um dia, todos terão Natal.



Orar com amor  2013-01-06

Hoje assistimos a uma crise na oração, talvez porque não é fácil entender o seu valor e o modo como deve ser feita.

No tempo de Jesus, como hoje, havia duas formas de oração, a pública e a privada. Jesus sublinha a oração privada, feita no próprio quarto, com as portas fechadas, na intimidade com o Pai que «vê tudo o que se passa em segredo». Porém, esta oração não poderá ser uma repetição monótona de fórmulas, nem sequer uma lista de pedidos; será um diálogo com Deus; um discernir o verdadeiro Deus, porque ninguém ama quem não conhece...

 

Baptizados no Espírito1   2013-01-13


Por fim Deus diz-nos: ""Este é o meu filho muito amado"; palavras maravilhosas que se renovaram em cada um de nós quando fomos baptizados...  Ele só espera que conservemos esta vida divina que nos infundiu, que vivamos o nosso baptismo. Saibamos agradecer o grande dom do baptismo e pedir forças para sermos fiéis ao compromisso assumido.

E termino partilhando uma frase que não sei de quem é, mas que resume a grandeza do baptismo. "Ser baptizado significa: a minha história de vida pessoal mergulhada na corrente do amor de Deus".

 

O Deus da festa...  2013-01-20

O Deus de Jesus Cristo é o Deus da Festa... O Deus que inicia a sua vida pública numas bodas matrimoniais em Caná da Galileia, como escutamos no Evangelho deste domingo, escolhendo assim a alegria para se revelar aos homens, e que estando presente salva a festa da ruína ao transformar a água em vinho... Para o Cristão, encontrar Deus nos sacramentos, na oração ou na pessoa do irmão que está ao seu lado não deve ser uma obrigação, deverá ser sim uma descoberta amorosa, um encontro desejado, que levará á alegria e á festa. Para tal há que começar a viver uma religião de libertação e não de opressão; tem que morrer em nós o Deus do medo para dar lugar ao Deus da Festa, porque é Ele o verdadeiro Deus.



Um Deus presente  2013-02-03

A primeira leitura e a passagem do Evangelho deste domingo estão intimamente ligados. Todo o profeta ao tentar anunciar uma mensagem que não é sua, mensagem de libertação, é perseguido. A primeira leitura mostra-nos a vocação de Jeremias, e sabemos pelo contexto da Palavra que Jeremias tentou fugir e recusar a esta missão que Deus tinha para Ele. Jeremias era jovem quando ouviu o chamamento do Senhor e tinha certamente outros planos. Deus apenas lhe dá uma garantia: "Eu estou contigo".



Todos tentados  2013-02-17

Neste primeiro domingo a Palavra de Deus lembra-nos que a tentação  pode impedir um renascer para a vida nova e convida-nos a seguir o caminho de Jesus, renovando a nossa fidelidade ao Deus vivo e verdadeiro. No trecho do Evangelho de São Lucas que nos é proposto, vemos como após o Baptismo Jesus passa 40 dias no deserto, em oração e jejum, revivendo na sua experiência pessoal, o caminho do Povo no deserto. E no final, é tentado...



 Mudar para dar fruto  2013-03-03

Na primavera a figueira dá fruto antes de dar folhas. O mais importante na nossa vida é o fruto... São Lucas que escutamos neste domingo, ao contrário de outros evangelistas, introduz na parábola mais um ano de expectativa antes de cortar a figueira, não fosse ele o evangelista da misericórdia. Desta forma Lucas quer apresentar um Deus paciente e tolerante para com a fraqueza humana e a dureza do nosso coração. A parábola é também um convite a considerar-mos a Quaresma como um novo ano que nos é concedido para que dêmos fruto.



Um pai incondicional  2013-03-10

Neste quarto Domingo da Quaresma escutámos uma das mais belas parábolas de Jesus, e talvez uma das mais estudadas por muitos desde sempre. Conhecida como "parábola do filho pródigo", não sendo este o título mais acertado, porque não se considera apenas uma pessoa, mas três.  Mais correcto será chamar: "parábola do amor do pai", ou "parábola do pai misericordioso".




Um Deus frágil por amor  2013-03-24

A celebração do domingo de Ramos introduz-nos na Semana Santa. O Evangelho deste dia convida-nos a contemplar a Paixão e Morte de Jesus, segundo a narrativa de Lucas. A morte de Jesus deve ser entendida no contexto daquilo que foi a sua missão: Anunciar a Boa Nova aos pobres e pôr em liberdade os oprimidos. Para concretizar este projeto, Jesus passou pelos caminhos da Palestina, "fazendo o bem".



Ressuscitado e presente  2013-04-14

Nos sete discípulos vemos a imagem dos tipos de cristãos que somos: Tomé simboliza aqueles que têm dificuldade em acreditar. Os dois filhos de Zebedeu são os fanáticos, queriam mandar descer fogo do céu. Pedro os que renegaram o Mestre. Natael simboliza os tradicionalistas, mas abertos aos sinais dos tempos. Os dois discípulos sem nome são todos os cristãos anónimos que ninguém conhece. Podemos concluir que para Deus, apesar dos limites e faltas de cada um, todos têm sempre direito de cidadania na Igreja.

 

Ser mãe é... 2013-05-05

Ser mãe é saber dar uma educação que só ela sabe dar...
Ser mãe é dar a oportunidade ao filho de aprender por si mesmo, nem que para isso ele tenha de cair, porque assim logo de seguida ele aprenderá a levantar-se...
Ser mãe é permitir ao filho errar, porque errar é humano...
Ser mãe é não discutir, mas sim conversar...
Ser mãe é compreender e não julgar...
Ser mãe é aconselhar o filho a seguir o melhor caminho, mas deixando que seja ele a tomar a decisão final...



Pentecostes  2013-05-19

O Espírito Santo foi ao longo de muito tempo o "ilustre desconhecido", e talvez ainda o seja hoje para alguns. Isto acontece por falta de formação; por inexperiência vivencial da sua presença e acção; por identificação abusiva com eficácias meramente mágicas e automáticas; por dificuldade para entender os sinais da sua presença.
A palavra espírito quer dizer "sopro de vida". Tal como precisamos do oxigénio para a vida física, necessitamos do Espírito Santo para a vida da fé. O Espírito Santo é o "Sopro de Deus em nós".




A mais bela invenção do amor  2013-06-02

No altar de todas as igrejas, no sacrário do templo mais simples, na custódia mais artística que sai hoje em procissão pelas ruas das cidades, Jesus, o Salvador, o Senhor, está verdadeiramente presente. A Eucaristia é a mais bela invenção do amor de Cristo.
A Celebração da Eucaristia relembra aos peregrinos nesta terra, a festa eterna, que é preparada para o fim dos tempos, quando o Reino de Deus se manifestar em toda a sua plenitude.



Uma pergunta actual  2013-06-23

Jesus aponta um caminho diferente do poder e da vitória, falando pela primeira vez da sua Paixão, afirmando que o caminho do discípulo é o mesmo: "Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz todos os dias, e siga-me".
Ele irá à frente para dar o exemplo: Será o primeiro a levar a cruz. Quem quiser ser seu discípulo, tem de imitá-lo.




Faz o mesmo  2013-07-14

Aparece também um Samaritano que, perante um homem em necessidade não segue a cabeça mas o coração... este não é movido por motivos religiosos, nem se põe a calcular, unicamente move-se por compaixão... Depois de contar a história Jesus ainda pergunta: qual destes foi o próximo daquele homem que caiu nas mãos dos salteadores? A resposta do doutor da lei foi clara: "o que teve compaixão dele".
Resposta de Jesus: "Vai e faz o mesmo".




Um gesto sagrado  2013-07-21

A Palavra deste domingo manda-nos acolher, mas sem nos esquecermos que a acção sem escuta da Palavra de Deus torna-se vazia... E por outro lado a Oração, sem acção, é estéril e alienante...
Que a nossa atitude não seja apenas a de Marta, nem apenas a de Maria... mas a de Marta e de Maria, juntas, completando-se em nós...





O dinheiro dá-nos uma falsa sensação de segurança. O único fundamento seguro da nossa existência é Deus... E, nele, o próprio dinheiro adquire outro sentido: Não será mais instrumento de separação entre os homens, mas sim de comunhão, um sinal de amor... Onde estamos a depositar a nossa segurança e construindo a nossa felicidade?Não nos esqueçamos: o nosso coração foi feito por Deus, e apenas em Deus encontrará a verdadeira e plena felicidade...

 

 
A verdadeira riqueza  2013-08-04

O dinheiro dá-nos uma falsa sensação de segurança. O único fundamento seguro da nossa existência é Deus... E, nele, o próprio dinheiro adquire outro sentido: Não será mais instrumento de separação entre os homens, mas sim de comunhão, um sinal de amor... Onde estamos a depositar a nossa segurança e construindo a nossa felicidade?Não nos esqueçamos: o nosso coração foi feito por Deus, e apenas em Deus encontrará a verdadeira e plena felicidade...

 


A virtude que exulta  2013-09-01

Na Igreja, também existe a corrida pelos primeiros lugares? A Igreja deve ser a comunidade onde se cultivam a humildade, a simplicidade, o amor gratuito e desinteressado. - Mas de facto, é assim? Ou assistimos às vezes uma corrida desenfreada pelos primeiros lugares: pessoas cuja ambição se sobrepõe à vontade de servir... Muitos buscam títulos, honras, homenagens, lugares privilegiados, e não o serviço humilde e o amor desinteressado.

  

Mundos contraditórios
  2013-09-22

- As riquezas não devem ser obstáculo à Salvação mas sim um instrumento de comunhão entre as pessoas, de amizade, de igualdade... - Tenhamos honestidade tanto nos grandes como pequenos negócios, porque quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, quem é infiel no pouco, também é infiel no muito. Qual é a nossa atitude diante dos bens terrenos? Só Deus é o dono de tudo o que existe, nós somos apenas administradores... A qualquer momento Cristo poderá também nos dizer: "Presta contas da tua administração!" - Como estamos administrando? Já garantimos a nossa morada eterna?


Orar sem desanimar  2013-10-20

A nossa oração terá que ser também partilha com Deus, das nossas alegrias e tristezas, sonhos e desilusões. Orar é também questionar: fazer perguntas; pedir que Ele nos ensine a agir da melhor forma; que nos dê a resposta às grandes e pequenas perguntas, que só serão dadas nos acontecimentos, daí que é preciso aprender a escutar. Orar é escutar, questionar, partilhar, transformando-se desta forma num diálogo amoroso.

 

Diante de Deus  2013-10-27

O publicano, mesmo não sendo um modelo de vida, é a imagem da única atitude que o homem deve assumir perante Deus. Deus aceita a oração do humilde que se reconhece sempre devedor. Quem pratica boas acções não se pode considerar perfeito, há mais caminho a percorrer. E nós, que posição assumimos? Penso que queremos continuar a caminhar reconhecendo que o que fazemos é sempre pouco... o contrário é que seria mau... não basta cumprir leis... Para o fariseu, diante de Deus só existe o "eu", e acaba sendo o protagonista dum monólogo. Para o publicano, diante de Deus existe o "eu" e o "tu", criando assim um diálogo: "lembra-te de mim que sou pecador".



Zaqueu
  2013-11-03

Quantas vezes, em relação aos nossos irmãos vemos tão mal... Todos viam em Zaqueu um ladrão, alguém que devia ser excluído, posto à margem. Porém, o olhar de Jesus vê nele alguém que precisa ser amado. Por exemplo, quantas vezes dizemos: um bêbado, um drogado, um ladrão, um violento, etc... Porque não dizemos: o André, o Pedro, a Maria, o Júlio, etc... Porque essas pessoas têm nome. Foi o que Jesus fez com Zaqueu. Mesmo no rosto dos mais desprezados, dos mais pobres, está uma pessoa, um irmão, alguém com dignidade. Acolher transforma as pessoas. Condenar exclui e torna piores as pessoas.




Quando o poder é amor  2013-11-24

A cruz é o trono, em que se manifesta plenamente a realeza de Jesus, que é perdão e vida plena para todos. A Cruz é a expressão máxima de uma vida feita amor e entrega. Celebrar a festa de Cristo Rei, não é celebrar um Deus forte, dominador, que se impõe aos homens do alto da sua omnipotência e que os assusta com gestos espectaculares; é celebrar um Deus que serve, que acolhe e que reina nos corações com a força desarmada do amor. A cruz é o trono de um Deus que recusa qualquer poder e escolhe reinar no coração dos homens através do amor e do dom da vida. Por isso, a festa de Cristo Rei convida-nos a repensar a nossa existência e os nossos valores.

 

Imaculados  2013-12-08

O Evangelho de São Lucas conta-nos uma narrativa bem conhecida de todos nós. Podemos diante este trecho meditar em três atitudes de Maria, nosso modelo de vida: escuta, acolhimento, acção.
É verdade que constatamos ainda muitas vitórias do mal sobre o bem; muitas tragédias e dramas; guerras, calamidades, doenças, etc...
Porém, perante tudo isto somos convidados, com e como Maria, a manifestar a nossa confiança nas hábeis mãos de artista do nosso Deus, estando certos que Ele está a realizar o seu sonho.



Um Natal perene
  2013-12-22

Somos convidados a preparar o Natal deste ano, com Maria e José... - Se, como Maria e José, acolhermos a mensagem de Deus, acreditando nela, superando o medo e a dúvida...
- Se, como Maria e José, nos deixarmos engravidar pelo Espírito do Senhor, emprestando o nosso ser, o nosso corpo e a nossa mente, o nosso espírito e o nosso tempo, a nossa fragilidade e a nossa força, para que Deus actue em nós...
Então, toda a nossa vida será um Natal perene, um contínuo Deus connosco...



Atentos como os Magos  2014-01-05

Estrela, inventada por São Mateus, não é um astro no céu, mas a pessoa de Jesus. Ele é a "Luz" anunciada pelos profetas, que ilumina todos os povos e nações.
Os Magos representam todos os homens que vão ao encontro de Jesus e se deixam guiar pela sua mensagem de paz e de amor.
A intenção de Mateus era apresentar Jesus como o Messias, o novo Moisés... o ungido de Deus, recusado pelos judeus e aceite pelos pagãos que formarão o novo Israel, o novo povo de Deus: a Igreja.


Cordeiro de Deus  2014-01-19

João começa por dizer duas vezes que não conhecia Jesus. - Este é o ponto de partida do caminho espiritual de todos nós: quando nascemos não conhecemos Jesus... depois vamos conhecendo através da família que nos deu a vida e da família que é a Igreja. Todos reconhecemos em Jesus uma pessoa extraordinária.
- Mais adiante, Deus ilumina o Baptista com alguns sinais especiais. Então ele abre os olhos completamente e reconhece em Jesus o Filho de Deus: "Eu vi e dou testemunho de que este é o Filho de Deus".




por: Sérgio Mendonça



A Graciosa está aqui. Porque nem todas as imagens cabem no Telejornal e nem todos os graciosenses vivem na Graciosa. O Graciosa Online é um blogue com vídeos, noticias e opinião da ilha branca, reserva da biosfera. Esta é a nossa janela para o mundo.

Projeto pioneiro nos Açores, desenvolvido por Luís Costa, jornalista, repórter residente da RTP/Açores na ilha Graciosa. Criado a 17 de novembro de 2009.

Este blogue foi "caso de estudo" na tese de mestrado da jornalista Fabiana Bravo: "O jornalismo hiper-local na era digital - o contributo do Graciosa Online para a RTP", defendida a 16 de julho de 2012 na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e obteve 16 valores.


 



Acessos em novembro: 14.748 visitas
Acessos em outubro: 25.073  visitas
Tempo médio por visita: 08:12m

RECORDES
Mensal: dezembro 2012; 48.780 visitas
Diário: 28 novembro 2012; 4.508 visitas



GRACIOSA ONLINE VIDEOS








Luís Miguel da Cunha Costa nasceu na ilha Graciosa em 1978-04-06. Em setembro de 1996, ainda com o estatuto de trabalhador estudante, iniciou funções de animador, repórter de informação e narrador desportivo na Rádio Graciosa. Foi também colaborador do jornal Diário Insular na área do desporto. É reporter de ilha da RDP desde fevereiro de 1999 e da RTP desde agosto de 2004, sendo o primeiro correspondente a prestar serviços nos Açores para a rádio e televisão em simultâneo, ainda antes da fusão das respetivas empresas. Foi também pioneiro na utilização das ferramentas digitais com o lançamento do "graciosa online" em 2009. Exerce ainda as funções de operador de assistência em escala, sendo efetivo da Sata Air Açores, a tempo parcial, desde 2001.


CONTACTOS
919978824 
luiscosta.rtp@gmail.com

 




SERVIÇO DE AGENDA

Telefones uteis

Ambulancia/Bombeiros: 112
Proteção Civil: 295 712 492
Unidade de Saúde: 295 730 070
Farmácia: 295 712 563
Câmara Municipal: 205 730 040
Aeroporto: 295 730 170
PSP: 295 730 200
GNR: 295 712 381
Policia Marítima: 912 344 866


TRANSPORTE AÉREO

domingos e segundas: Q400
chegadas 10h55, partidas 11h20

terças: Q200
chegadas 11h15, partidas 11h35

quartas: Q200
chegadas 08h30/16h10, partidas 09h10/16h30

quintas: Q400
chegadas 16h30, partidas 16h55

sextas: Q400
chegadas 14h50, partidas 15h15

sábados: Q400
chegadas 12h00, partidas 12h25



TABELA DAS MARÉS (Angra): 6ª feira 21 nov

Preia-mar: 00h14 e 12h21 
Baixa-mar: 06h25 e 18h39

 

 






SANTA CRUZ EM DIRETO
 



Animação de Satélite

Animação Satélite




OPINIÃO


 

             

ULTIMA

Como vai ficar o derbi de domingo?

Vitória do Guadalupe - 19 votos (26%)
Vitória do Marítimo - 43 votos (59%)
Empate - 11 votos (15%)



 

CRÓNICAS

Clique nas fotos para abrir


  André                   Bruno                   Cristina
  Cunha                  Silveira                 Cabeceiras 
 NOME     NOME     NOME

  Fábio                    Gabriel                 Joana
  Mendes                 Melo                    Ferreira
 NOME     NOME     NOME

  Jorge                    Júlio                     Luís
  Cunha                  Mendonça          Lobão
 NOME     NOME     NOME 

  Lurdes                 Madalena              M. Jorge
  Cunha                  Picanço                 Lobão
 NOME     NOME     NOME 

 Marco                    Merçes                 Miguel 
 Martins                  Coelho                 Estorninho
 NOME     NOME     NOME 

Paulo                       Rita                        Rita

Aranha                    Ávila                      Silva
      NOME     NOME

Rogério                  Rui                     Sérgio
Mendonça             Carneiro            Mendonça 
 NOME     NOME     NOME

Sofia                      Teresa                Vânia
Rocha                    Reis                     Bettencourt 
 NOME     NOME     NOME

Victor                   William
Rui Dores             Brenuvida
 NOME     NOME



  Luís               Tiago                            José
  Pereira          Avelar                           Ávila
  NOME             NOME 


  Pólo Local de Prevenção  
  e Combate à Violência Doméstica da Graciosa
 NOME  





VIDEOS RECENTES


Estação ARM com mais equipamentos
 


Governo apoia projetos da Ass. de Pescadores
 


Guadalupe 1 - 3 Ideal
 


Marítimo 2 - 2 Boavista
 


Plano da Zona Industrial
 


75º aniversário Graciosa FC
 


Guadalupe 0 - 1 Marítimo
 


Protesto dos armadores
 


Exposição "Ilhas Desconhecidas"
 


Projecto Younicos
 


Marítimo 2 - 1 Vale Formoso
 


Doente em estado grave
 


Guadalupe 1 - 1 Prainha
 


Os burros da Graciosa
 


Maritimo 0 - 1 Lusitânia
 


PSD abandona reunião da Câmara
 


Guadalupe 3 - 3 Boavista
 


FRA assinala Dia Mundial da Música
 



 

EM CARTAZ


 


 



MUSEU DA GRACIOSA: Agenda Cultural 


NOVEMBRO
Peça do mês: Toalha de mesa

 

Exposição de escultura "Aquário de pedra"
Exposição de fotografia "Ilhas Desconhecidas"
Coleção do 2º semestre de 2014: peças em vidro


 


CINEMA: Centro Cultural Ilha Graciosa
 

21 nov | NOÉ
 

28 nov | TRANSFORMERS - ERA DA EXTINÇÃO
 


Sessão: 21h30; Bilheteira: 20h30.





GRACIOSA LHE CHAMARAM...

 

A Ilha Graciosa desenha-se ao longe
como dois bocados de pão mal partidos

Vitorino Nemésio, in 
Corsário das Ilhas
 



Ei-la surgindo mimosa
das águas do fundo do mar,
Rainha leda e garbosa
No Atlântico a reinar!
Esmeralda dos Açores,
Lindo açafate de flores,
Feitiço de mil primores,
Berço gentil de amores!
Oh, pátria, te vou cantar.

António Gil, 1868 




A Graciosa dum verde
muito tenro acabando
dum lado e do outro
em penhascos decorativos...

Raul Brandão, in 
As Ilhas Desconhecidas




"À primeira vista" parece por vezes, ser uma paisagem agreste; mas logo surge uma encosta florida, uma Feteira de arvoredo frondoso, um vale das Courelas com suas culturas e os afamados vinhedos da Terra do Conde, e outros motivos que nos alegram a vista.

José Simões Borgesin
Manhãs de Sábado 
 




Amo as rochas empinhadas
que ao oeste e norte dão
- pontas da serra escalvadas
- Do Pico Negro a negridão;
Amo as costas do nascente
Onde as ondas mansamente
Vão quebrar sua corrente
No areal tão luzente
Do sol ao mago clarão.

António Gil, 1868 



Quem te pôs nome tão 
lindo,
Que é tão próprio, 
tão teu,
Nos legou eterna prova
Do bom gosto e génio seu...

António Borges do Canto Moniz, in 
Ilha Graciosa
 



Falar desta ilha é,
antes demais, 
falar do paraíso perdido
na minha infância, 
isto é, da alegria 
dos meus verdes anos.

Victor Rui Dores, in 
A Graciosa Ilha
 




Que risonho panorama,
Que subline inspiração! 
Se o meu estro se par'cesse
Ao que o sente o coração,
Em torrentes de poesia
Te inundara, ilha formosa.
E um poema escreveria,
Que eu chamara - GRACIOSA.

João Hermeto d'Amarante, in
Páginas de Prosa e Verso 



Santa Cruz, a capital
É a mais linda p'ra mim
das vilas de Portugal
Santa Cruz é um jardim.
Guadalupe, linda aldeia
Onde crescem os trigais
No céu, linda lua cheia 
Ilumina seus casais.
A Praia olhando o mar
Sorri contente ao ilhéu 
E o sul vive a sonhar
Com a Luz olhando o céu.

Juventino Silva Correia, in
Juventino Ramos, poeta cantador 



E aquela gente!!! De sorriso sempre aberto, mesmo que o coração se lhes doa, mesmo que a velhice as consuma, mesmo que a pobreza se lhes aperte...

Rosa Meireles, in
Graciosa ilha serena 
 



Aqui
entre o azul
e o mar que me circunda
é quase perfeita a coincidência.
Atrevida e fugazmente desfeita
por um verde envergonhado
que acaba sempre azul
ou categoricamente esfacelada
por um inequívoco e invernal
cinzento.

E no âmago do liquido,
lá onde a luz se perde
e onde a luz se faz,
a abissal fosforescência
de peixes misteriosos,
a ondulante e sensual
insinuação das algas
e a secreta e vital marca
do mais remoto início.

E lá ficamos
plasmados num horizonte
vertical e marítimo
onde bate sereno e azul
o nosso olhar.
Ouve-se então
claro e inconfundível
o grito
da criação. 

Manuel Jorge Lobão, in
Passam Seres Luminosos Vestidos de Vermelh
 




Aqui deixamos a 
Ilha Graciosa,
ao por do sol, 
que fica à espera 
daqueles que sabem 
apreciar a natureza 
em toda a sua força, 
por vezes quase 
selvagem!

Norberto da Cunha Pacheco, in
Graciosa, Imagens e Palavras
 



Branca,
desmaia-te o gesto
na brisa que poisa,
borboleia-te
a cor do íris
que poiso breve,
melodia-te
o negro azulado,
húmido,
do grito em serenata,
rendeia-te
o frio de chuva,
bailarino
voado em vento,
baralha-te
o pingo de água,
lágrima de telha,
beiral
de nada abrigo...

José Berto  










 
        
DomSegTerQuaQuiSexSab
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30