Antena3 BACKSTAGE

Este é o espaço que te dá conta de tudo o que se passa na rádio!
ANTENA 3


2009-05-08 19:07:45

Buraka @ USA - The End

Nova Iorque New York!!

Todos estavamos mega expectantes com este gig... Havia até apostas sobre se conseguíamos esgotar a sala.. ou não!! E conseguimos!!!! Superamos e muiittooo as nossas próprias expectativas!!! Tivemos direito a tudo!!!! Kuduro mosh pits, crowd surfing, invasões de palco...  Amamooosssssss!!!!!! Obrigado a todos os que vieram ver-nos... A única coisa má mesmo foi ter tido menos de 24h na Grande Cidade!!!!!

The whole crew was super psyched about this show... There were even some bets on the table about wheter we would have a sold out show or not.. Which we did, and it ended up matching all our expectations! Kuduro mosh pits, crowd surfing, stage invasion, the whole package!!! We fuuuckkkiinngg loved it!!! Thanks to everyone who came down... The only bad thing was that we got to spend less than 24 hours on the big apple..



Disseram-nos que este é o spot com o melhor hamburger do Mundo!!! Será melhor que o do "The Roosevelt" em Hollywood??? Hummm... They said THIS was the place with the Best Burger in the world!! Did it beat "The Roosvelt" in Hollywodd??? Hummm......


Yummmyyyyyyyyyy


Vêem quem estava lá??? ahahahah!!!  See who was there???? haha!!! Gott'ya!!!






Algumas fotos do concerto. Some photos from the show.


DJ Sega & Blaya doiiiiidossssssss. DJ Sega & Blaya going craaaazzyyyyy


Foto de Família!!!! Timo onde estás tu???? Family Photo!! Timo were r uuuu????


A nossa nova t-shirt!!!! Já agora... podem ver mais em http://tinyurl.com/enchufadashop. Our new merchandise!!!! BTW u can find it and much more @ http://tinyurl.com/enchufadashop


Onde é a after party????? Where's the after party?????


Partttyyyyyy


Lil'John & Switch


Isto é... America!! This is it... America!!


Adoramos esta cidade!!! We love it here!!!

(Nota: em NY as fotos do nosso diário são da Ana Gilbert)

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Aqui fica a última galeria de fotos da digressão nos EUA.

por: Gonçalo Castro

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2009-05-05 15:41:16

Buraka on Tour

Chicago/Toronto/Montreal/Boston!

Segunda parte da viagem antes de chegarmos a Nova Iorque!!! Chicago foi fixe.. tudo muito limpinho, cool e cheio de hipsters .. mas conseguimos pô-los todos a suar como NUNCA!!!! Toronto também foi muito bom!!! Sala grande!! Muitas histórias... mas infelizmente não temos fotos de jeito desta noite!)... Montreal foi lindo!! A sala mais pequena de todas... esgotadíssima e.... a Loucura!!!! Boston foi giro.. mas a sala muito grande!


A preparar-mo-nos para o gig de Chicago! Sem palco... Estávamos no chão!!! Setting up for the chicago show! no stage.. we're on the floor..


Chicago pizza... mais um daqueles prazeres gastronómicos.. é tipo Quiche, mas a saber a Pizza! Setting up for the chicago show! no stage.. we're on the floor..


Checkem só a nossa carrinha!!!! Check out our pimp my ride van!


Montreaallll!


Crowd surfin anyone?


Na capa do jornal!!!! On the cover of the newspaper!


O nosso primeiro e único placard à moda antiga!!!! BOSTON! Our first old school sign on the trip! BOSTON!


A Blaya trouxe este homem para o palco.. hilariante!! Obrigada por nos fazer sentir com o espírito jovem!!!!!! Blaya brought this guy on stage.. hilarious! Thank you for keeping your spirit young!

+++++++++++++++++++++++++++++

Faz o download da galeria de imagens e coloca no teu blog/myspace/facebook, etc.

por: Gonçalo Castro

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2009-04-29 19:32:52

Diário de Buraka - 3 days ride

Portland/Vancouver/Seattle...

Passamos os últimos 3 dias a dar concertos atrás de concertos... Todos fantásticos!!!! Vancouver teve uma energia inexplicável mas Seattle esteve esgotado com o público à beira da LOUCURA!!!

The next 3 days were spent doing show after show.. All of them were DOPE! Vancouver had an extra energy but Seattle had a sold out room going NUTS!


Na carrinha dos Buraka..... BSS Van.....


Em Portland encontramos um spot com o melhor bife do Mundo... com strip-tease como cenário... Desculpem mas não fomos autorizados a tirar fotos... Só ao letreiro! In Portland we found a place to eat the best steak in the world... with striptease in the background.. we could not get anymore pictures.. just the sign!


Preparativos em Vancouver, Canadá... A customizar o equipamento do Riot! Setting up in Vancouver... customizing rui's gear!


Blaya a aquecer!!!! Blaya gettin ready!!!!


Dj Sega Matou!!!!! Vancouveeeeeerrrrr!! Ponham os olhos neste gajo: http://www.myspace.com/djsegatheblackknight está a fazer a nossa tour pela América do Norte... Dj Sega killing it before we go on.. and making the room Hot as Hell! Vancouveeeeeerrrrr!! check this dude out: http://www.myspace.com/djsegatheblackknight he's doing the whole tour with us...


O público em Vancouver... Kalaf estás bem? The crowd in Vancouver... kalaf are you ok?



O público em loucura... The crowd getting crazzzyyyy...


Rob Garza dos Thievery Corporation veio ver o nosso concerto! Wasssupp!! Rob Garza from Thievery Corporation came down to the show! Wasssupp!!


Preparativos para uma sessão de rádio na KEXP em Seattle.. Procurem em KEXP.org. Getting ready for a radio session in Seattle for KEXP.. search it @ KEXP.org


Separamo-nos em Seattle.. Conductor, Riot e Kalaf apanharam um avião e Lil'Joao, Fred, Artur and Blaya (e o nosso tour manager) tiveram que ir de carros de Seattle a Chicago... o que é o mesmo que dizer 3500 km's... aka 2 dias e 5 hours de CONDUÇÃÃÃÃOOOOOOOO!
Entretanto, o outro grupo ficou a conhecer melhor a cidade... We split up in Seattle.. Conductor, Riot and Kalaf took the plane and Lil'Joao, Fred, Artur and Blaya (and our tour manager) had to drive from Seattle to Chicago... this means something like 3500 km's... aka 2 days and 5 hours of DRIIIVINGGG!
While the others stay longer in town...




A única actividade que conseguimos fazer.. Mount Rushmore! The only activity we were able to do.. Mount Rushmore!


Buffalo Burger!


Blaya no País das Maravilhas! Estaremos nós sob o efeito de algo?? Ou estás mesmo em cima de um coelho gigante? Blaya in Wonderland! Are we on acid? or is that really a giant bunny?


Ok... Precisámos de espairecer e esquecer a estrada por uns minutos... ok... we needed to get our minds off the road...


Não resultou! didn't work!


Enquanto uns estão nas aventuras da Road Trip... outros são turistas!! A Space Needle em Seattle.... So, while ones have the adventure of an American road trip... others are being tourists!! The Space Needle in Seattle....


A campanha de Bruce e Brandon Lee – Seattle. At the Bruce and Brandon Lee Tumbstone – Seattle


Apenas Seattle. Just Seattle


Ele é o maior!! Adorou o nosso show e deu-nos sessão de SPA de borla!! Tens entrada livre em todos os concertos de Buraka... shows 4ever!!!! This man was the best ever!! He loved our show so much that he gave us free passes for a SPA. U have Free entrance in BSS shows 4ever!!!!

Aqui fica a galeria de imagens de usares em qualquer lugar (blog, myspace, facebook, etc..)

por: Gonçalo Castro

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2009-04-23 13:49:34

Diário de Buraka - Day 2

São Francisco

Depois de uns dias de descanso... e de mais umas tantas festas em Palm Spring's... o nosso próximo destino é São Fransico para um concerto no Rickshaw Stop... Dj Sega da Mad Decent juntou-se a nós e a noite foi ESCALDANTE!!!

After a couple of days off... and some more Palm Springs Party's.. we headed out to San Fransico for a show at the Rickshaw Stop... our man Dj Sega from Mad Decent joined the group and the night was Super HOT!



A viver o sonho.. Highway Motel a caminho de São Fransisco!!

Living the dream.. Highway Motel on the way to San Fransisco!!



hmmm... o nosso poster... estávamos à espera de um maior! ;)

hmmm... our poster... we were expecting a bigger one! ;)




Soundcheck no Rickshaw Stop! ah.. e os novos ténis do Lil'John!

Soundcheck at the Rickshaw Stop! oh.. and Lil'John's new shoes!



Amadora Power...



1, 2, 3... here we goooooo again!



Aula de aeróbica by Blaya!

Aerobics class of the day by Blaya!



O nosso disco na Amoeba Records!!! Não está no Top 20 porque é a lista de Março... e o nosso saiu nos EUA a 7 de Abril!!!

Our cd at Amoeba Records!!! It's not on that top 20 releases because it's a March List.. and our cd was only out on the 7th of April here!!



por: Catarina Limão

link deste artigo | comentar/ver comentários(2)
2009-04-20 15:32:36

Diário de Buraka - Day 1

The Coachella Days...

O Festival Coachella foi fantástico!!! Magnífico Concerto!! Magnífico Festival!! Magníficas After Party's!!!

Coachella was amazing! Great gig! Great Festival! Great shows! Great After party's!



1ª paragem - KCRW radio em LA para uma actuação ao vivo na manhã antes de partirmos para o Coachella. Podem ainda ouvir aqui: http://www.kcrw.com/music/programs/mb a banda antes de nós foram os Franz ferdinand... uiiiii!

1st stop KCRW radio in LA for a live performance in the morning before driving to Coachella. You can still catch the broadcast of the live performance here: http://www.kcrw.com/music/programs/mb the last band before us was Franz ferdinand... ouch!



Após 10 minutes de problemas técnicos (somos inocentes!!!!!!) estamos PRONTOS! Coachellllllaaaaaaaa!!

After 10 minutes of technical problems (not our responsability!!!) we were ON! Coachellllllaaaaaaaa!!




E a multidão respondeu exactamente como nós queriamos! Obrigado!!!

And the crowd responded exactly like we wanted them to! Thanks!!!




Autografando CD's na loja de música no Festival...

Signing cd's at record store day in the festival...




Searching for the Black Diamond!!



Após o "harduo" trabalho... os dias seguintes foram passados em Palm Springs, Festas Privadas e,.... Muita Diversão!!!

After all the "hard" work.. the next days were all about Palm Springs Pool Party's and having FUN!

++++++++++++++++++++++++++++++++


Aqui fica o relato em audio pelo Lil John!

Lil John sobre o concerto no Festival Coachella

Lil John e a reacção do público em Coachella

Lil John fala sobre a sessão de rádio

****************************

Aqui fica um vídeo feito por um dos espectadores em Coachella da passagem de BSS pela Califórnia.



Podes colocar o slideshow das fotos no teu blog, myspace ou facebook...

por: Gonçalo Castro

link deste artigo | comentar/ver comentários(1)
2009-04-13 18:22:57

Deolinda na Europa

Deolinda na Europa

Começou a aventura da Deolinda pela Europa. Durante os próximos meses vão andar na estrada pelo velho continente e vão actualizar um diário de viagem. Espreitem aqui as aventuras do conjunto lisboeta.

Blog da Deolinda

por: Gonçalo Castro

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2009-04-14 19:48:28

Buraka Som Sistema @ USA (Round Two)

Buraka Som Sistema @ USA (Round Two)

"Yah", "Kalemba (Wegue Wegue)" e "Aqui Pra Vocês" vão ser cantadas pelo público norte-americano durante as próximas semanas.

A digressão começa no próximo dia 17 de Abril no Festival Coachella em Los Angeles e termina em Nova Iorque no Bowery Ballroom a 2 de Maio. Ao todo são 10 concertos de Buraka Som Sistema (BSS) em terras de Barack Obama. Vejam as datas completas no MySpace da banda.

A Antena 3 vai acompanhar o grupo de Lil'John, Riot, Condutor e Kalaf neste digressão de banda completa e numa altura em que "Black Diamond" foi editado nos EUA.

Vê aqui o diário de viagem e ouve os reports diários sobre a viagem de BSS!

por: Gonçalo Castro

link deste artigo | comentar/ver comentários(2)
2008-11-11 06:58:51

Moonspell - Final Day!



S.Francisco, Fim da tour.

Mesmo numa cidade fantástica como S.Francisco (Frisco para os amigos) é tempo de provar o fim, abraçar quem merece, trocar contactos, dizer palavras que tem o seu quê de triste, mas há nestes gestos uma esperança garantida de regresso, de novos encontros com a maioria destas pessoas. Para trás ficam cinco semanas, milhares e milhares de quilómetros percorridos (facilmente 10.000), os concertos, as reacções do público, as implicações, as desavenças, um novo presidente para os EUA, as refeições, muitas histórias e muitas histórias dentro dessas histórias que, felizmente, consegui partilhar convosco através deste blog e dos pequenos apontamentos no programa. Queria agradecer-vos a todos por terem lido, por terem ouvido e sentido, na esperança de que percebam melhor o que é a vida na estrada e que fundamentalmente inspire alguém para experimentar o mesmo. Não há nada como a vida na estrada em termos de experiência humana, é um tempo determinado, que passa ora muito lentamente, ora de uma maneira tão fulgurante que quase dá cabo da nossa sanidade.



Tentei aqui prestar-vos testemunho dessa experiência, de uma tour real, com público, com histórias, com material, com problemas para resolver, situações para lidar, tempo para matar, orçamento e sensibilidades para gerir. Porque acima de tudo os Moonspell dão concertos a sério, não metemos meia dúzia de discos numa mala e vamos passar música, nada contra quem faz isso, é uma maneira diferente de tocar as e para as pessoas, mas não pode nem deve ser confundido com música ao vivo, concertos, material, carregar coisas, adaptar palcos, estar ali perante o julgamento do publico que, nesta tour, esteve não só à nossa frente mas também ao nosso lado. Foram 28 concertos, todos diferentes e importantes. Percorremos os EUA de ponta à ponta, começando por Miami e acabando aqui em S.Francisco. Visitámos 23 estados. Estivemos à conversa tanto com os Rammstein em LA como com os vagabundos em Filadélfia. Vimos muita coisa, experimentámos outras tantas. Estivemos em cidades magníficas como em Nova Iorque, Filadélfia (onde corremos pela escadaria do Rocky), ou Chicago e Vegas. Estivemos noutros sítios mais tranquilos, menos espampanantes e em todos eles fomos nós próprios. Metaleiros, portugueses, europeus. E fizemos muitos amigos.

São esses amigos que há pouco abracei. Foi este público de S.Francisco que nos fez uma despedida feliz , um até já, na melhor das hipóteses. Agora é tempo de voltar e para Moonspell voltar é sempre bom, adoramos o nosso pais, eu nunca viveria noutro lado. Até porque vou vivendo. E foi a minha, nossa vida que aqui vos procurei contar.


Agora é tempo de preparar o nosso regresso, ainda por cima com um concerto, Festirock, Montijo (www.feedbackproductions.com, ou 916737376) no dia 29 de Novembro, e depois partir para mais vinte e poucos dias na Europa, a começar em Londres no dia 1 de Dezembro.



Obrigado a todos e até sempre!

Fernando Ribeiro moonspell.com
www.myspace.com/moonspell

por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(3)
2008-11-10 09:45:25

Moonspell - Day Eighteen

Portland e Seattle

Fim de semana



Depois da correria entre Vegas e Los Angeles, e dos concertos e folgas passadas, entramos na recta final desta aventura. Amanhã, S.Francisco recebe o último concerto desta tour e já há no ar um sentimento de fim, de melancolia, mas também de alivio, enfim emoções contraditórias numa vida que tem tantos fins como começos. Afinal, daqui a uns meses estaremos, quase de certeza, de volta para repetir o bom e o mau que a vida na estrada carrega consigo.



A plateia de Portland é hostil e velha guarda, o que só faz o concerto saber melhor no fim, enquanto que em Seattle a recepção é entusiástica desde o principio. Quando no fim do concerto de uma banda suporte, que em 25 minutos, com um palco reduzido ao mínimo pela artilharia dos cabeças de cartaz (e por alguma teimosia do stage manager que desde o principio ninguém percebeu o que anda aqui a fazer), a reacção é ter o público todo a gritar por mais um tema, acho que fizemos tudo o que nos era exigido e desmontar o material, aguardando um dia mais pelo merecido duche, é algo que fazemos com um sorriso interior. Que me lembre este chamamento aconteceu por mais quatro vezes, e é algo a reter para futuras ocasiões.



Os momentos de lazer são os mesmos de sempre, a temperatura da cerveja mostrada por um rótulo que muda de cor, o passeio pelos nomes nos posters que decoram os clubes e que trazem lembranças e responsabilidades acrescidas (Sisters of Mercy, Bauhaus, TypeO Negative, Peter Gabriel, Sting...), as refeições e a curiosidade de uma gorgjeta, as paragens rápidas nas enormes estações de serviços para tarte de maçã e gelado, as pequenas observações das pessoas, das silhuetas, das montanhas, a constatação de que não há sítio mais solitário que um camarim quando se esvazia do artista.

Amanhã espera-nos o mítico Warfield, onde os Slayer gravaram um dos seus DVDs mais emblemáticos, espera-nos S.Francisco, uma cidade divida por este mesmo Warfield, que se interpõe entre o esplendor da energia desta jóia californiana e a miséria dos seus enjeitados. Depois o regresso. Mas antes dele as milhas, as palavras, as reticências...a estrada.



Boa semana!

por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(2)
2008-11-06 07:18:17

Moonspell - Day Seventeen

(viva) Las Vegas e (talvez nem tanto) Los Angeles

Por onde começar?



Bem, pelo fim da noite de ontem, mais um concerto com sucesso, apimentado pelo facto de termos conhecido os Hell's Angels (motoqueiros) um pouco antes de eles darem cabo do canastro de um desgraçado que se cruzou no caminho deles. Foi acção à antiga, contrastando com a cortesia com que eles nos trataram e as conversas com os fãs locais que nos apoiam há anos neste território por vezes impossível de furar.



Acordar em Las Vegas, à porta do Hard Rock Hotel é surreal no mínimo. Arrumar o saquinho de roupa suja no meio de Vegas, enfim, a rotina de sempre no mais absudo dos sítios. A "manhã" passamo-la a passear, no meio da avenida (strip) a ver as cidades de pladur dentro da cidade inventada. Picamos o ponto no famoso show de águas do Bellagio (ver Oceans 11), passamos por Paris, Veneza, Manhattan (com a sua delirante montanha-russa que o Ricardo e o Aires repetem) e voltamos cansados das dozes de luz que começa a aparecer por todo o lado e da caminhada internacional que fazemos em meia dúzia de metros.






Que dizer de um concerto na terra do puro espectáculo? Perante pessoas habituadas a tudo, somos nós próprios, portugueses e metaleiros e no final da noite, o saldo é positivo, mais umas compras, mais uma festa, e uma viagem curta depois de uma noite longa até aos estúdios da Universal em Los Angeles que com Vegas forma um par de fantasia, alguma falsidade e muito folclore americano.



O concerto é um pouco frio, aquece o que pode em 25 minutos de tempo útil, mas a quantidade de "cromos" na área VIP promete conversas. Afinal praticamente começamos o dia com uma entrevista feita por uma ex-acrtiz porno (filmes para adultos, desculpem) convertida ao jornalismo metaleiro. Isso diz tudo de LA, uma cidade que parece só sonhar e que assim torna as pessoas, os sítios, os ambientes, as palavras, um bocadinho menos reais, como que, lá está, anjos que não sabem para onde ir.



A quantidade de pessoas que conheci ou revi hoje é também ela irreal, a minha carteira rebenta de cartões de visita mas é assim que se explica uma terra em que toda a gente parece importante, até eu. E assim sendo vou exercer essa importância no bar VIP, já que para a semana, com um grande sorriso, voltarei à minha casa, ao meu sofá, aos meus gatos e à mulher que amo.


por: moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(2)
2008-11-03 07:37:59

Moonspell - Day Fifteen

New México



Amanhã, começa a última semana da tour. Há sempre uma dupla nostalgia entre dei esta vida da estrada, que flutua muitas vezes entre o tédio e a euforia, e voltar a casa para aquilo que conhecemos e amamos tanto como a música que nos trouxe até este clube bem apertado em Farmington, no Estado do Novo México.



Embalados ainda pelo espírito da noite das bruxas, passamos pelo palco do fillmore em Denver com uma das melhores reacções da tour. Cá fora há churrasco nocturno, cortesia do tour manager dos Dimmu Borgir e é ver a comitiva Portuguesa a grelhar e a comer, alheia às festas após concerto, aos contactos sociais e profissionais, mas atenta ao virar das carnes e à variedade dos molhos, existe até um de Jack Daniels (bourbon) para os mais aventureiros.



A estrada para o Novo México é dura e cheia de perigos, com algumas paisagens deslumbrantes na noite, reservas de índios, horizontes rubros. O autocarro ressente-se da viagem e até durante a noite dois mecânicos trabalham com afinco para reparar o motor. Acordo para saber de repente que os Dimmu cancelaram por razões de espaço para o seu material, palco modesto, verifico agora e que fomos "promovidos"a cabeças de cartaz à última da hora. Podíamos também caminhar tranquilos para hotel, pois foi-nos dada a opção de cancelarmos também, mas não foi para isso que viemos de tão longe, o que faríamos com este Domingo também?, e a quantidade de pessoas que ficaram mesmo sem a presença da banda principal merece tudo o que tivermos para dar.

Comemos sandes todo o dia mas a força vai ser exactamente a mesma!


Amanhã viajamos para a tranquilidade do Arizona e depois, através do deserto, para a Disneylândia fora de horas, a cidade de Las Vegas. Vai ser duro Las Vegas, Los Angeles, sítios quentes e com gente por todo o lado, amigos, editoras, fãs, sponsors, celebridades mas depois deste Domingo de sonos é agitação que se precisa.


por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2008-11-02 07:58:00

Moonspell - Day Fourteen

Kansas City, Missouri, HALLOWEEN!!!

This is Halloween,

This is Halloween,  

This is Halloween,  

This is Halloween,

Everybody scream!

In this town of Halloween...

 

Pois é, passar esta data nos EUA tem um sabor completamente diferente. Toda a gente se veste a rigor, os sítios estão decorados, há um ambiente óptimo nas ruas e nos palcos, toda a gente fez a sua piada e teve o seu momento. Os Dimmu foram sem maquilhagem para o palco, é bom ver que ainda há algum sentido de humor no Black Metal, a crew deles com a pintura que eles costumam usar; nós exagerámos na nossa maquilhagem e daqui a pouco vou ter a oportunidade de ver Danzig a tocar nesta data Que sorte! Perfeito seria se ele tocasse Halloween dos Misfits, mas acho que isso é pedir demais. Por isso tenho de me despachar, eheh.

 




O concerto foi óptimo, ontem tínhamos tido uma falha de corrente logo a primeiro tema, algo sempre complicado de resolver, é a nossa sina, a falta de corrente, e as tours tem este lado óptimo, um concerto compensa o outro. Agora é tempo de abrir outra cerveja, chegarmo-nos à frente no público mais logo outro diner, o bom costume, a boa memória e outra noite das bruxas, que voam lá fora à nossa espera.





Mmmuuuuuuuahahahahahahahahahaha....

Fernando Ribeiro

por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2008-10-31 07:32:14

Moonspell - Day Thirteen

Dallas, Texas 30

 

Nem parece verdade. O imaginário que este nome traz consigo é poderoso, colou famílias Portuguesas coladas à televisão e ganhou espaço no nosso panteão e léxico. Uma realidade tão próxima como distante já que daqui do clube apenas se vê uma silhueta prateada num fundo de céu azul...

O estado do Texas é quase como se fosse um país diferente dos EUA, com leis , visões e poderes próprios que se notam na atitude orgulhosa dos texanos, na maneira como comportam e vêem o mundo. Don't mess with Texas.


Hoje é também um dia de nervos para todos os bateristas da tour já que há uma visita prometida do Vinnie Paul, baterista dos Pantera e amigo de longa data de muita gente desta tour. A noite adivinha-se longa e o stock de bebidas foi reforçado no camarim de Danzig, para onde muita gente se deve dirigir após os concertos.


Hoje janta-se cedo e em ambiente quase de família, as boas tours são assim. Entrevisto o Black Label Dave (na foto tremida connosco...) e já se ouvem os primeiros acordes da primeira banda. É tempo de trocar as teclas pelos gritos. Até amanhã... vou vestir-me.

por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2008-10-30 07:17:39

Moonspell - Day Twelve

Saint António, Texas, 30/8/2008



St António, Texas, foi a primeira cidade que visitámos para tocar nos EUA, corria o ano de 1999. O pasmo foi enorme, um festival de bandas Metal, com gente por todo o lado, actrizes porno a assinarem filmes, wrestling, death metal, gente, gente, gente e nós de boca aberta, a tentar absorver tudo. Passaram quase dez anos, alguns regressos, e hoje o clube e o feeling é de reconhecimento e intensidade. Banho tomado, concerto quente, bem quente, é tempo do meu momento Victor Baptista. Vejamos:

- Victor Baptista foi um dos melhores jogadores da época dos Setenta, se não me engano jogou no Vitória de Setúbal, mas que se notabilizou no Benfica. Não me perguntem como, ou melhor perguntem quando for ai ao programa, conheci-o na Lagoa de Albufeira, o meu pai pagou-lhe um copo e ele, lá de longe, acertou com uma bola numa janela aberta, coisa quase impossível, etc. Bem, reza a lenda, que ele parou um jogo para procurar o brinco, que lhe tinha caído. Hoje passou-se coisa parecida comigo. Sem eu notar, o meu brinco de estimação deve ter caído durante o headbanging do concerto de Moon. Feitos os agradecimentos e arrumado o material, tempo de duche. E eis que noto a falta do brinco. Revolvida a casa de banho, que não é tarefa fácil depois da comitiva de vinte e tal pessoas ter passado e se banhado por lá. Nada. Depois de recriar o percurso vinte vezes desisti e vim para o autocarro. Nisto, o inesperado...o concerto de Dimmu que, entretanto, decorria, pára! Os alarmes de incêndio dispararam porque havia fumo a mais no clube que permite fumadores, uma "excentricidade" do Texas, e tem de se parar o concerto. O tempo de solução demora e na última das últimas tentativas ofereço uma refeição no diner que vamos a seguir. O técnico de Dimmu tem uma revelação e diz que viu algo no palco parecido com o meu brinco!!! Cinco minutos depois, dou saltos de alegria cá fora de brinco encontrado, e o concerto retoma!!!



Amanhã Dallas, essa cidade mítica, ta nanan ta na na na nan, nan nan na tanana....

Aqui fica a foto do Luke, o homem do merchandise, que aceita propostas de casamento!



E aproxima-se o Halloween.



Sugestão de festa de Halloween para Lisboa:


por: moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(1)
2008-10-29 12:47:52

Edimburgo e Londres - Dia 2

Edimburgo e Londres - Dia 2
Edimburgo

No arranque do segundo dia, os Snow Patrol actuam no "Assembly Hall" de Edimburgo. É a primeira vez que a sala recebe um espectáculo pop-rock. E se o exterior do edifício é de cortar a respiração, o ambiente dentro de portas é bem mais do que apenas acolhedor. Talvez por isso a banda decidiu filmar o concerto.

Terceiro espectáculo, terceiro alinhamento diferente e Gary Lightbiody a brilhar não pelas melhores razões. No arranque do concerto vários problemas técnico obrigam o "frontman" dos Snow Patrol a puxar pelo seu lado de comediante. Com sucesso, diga-se. Um talento que iria ter como alvo...Ricardo Sérgio. Mas já lá vamos.

Mais uma hora de "show" em que se dispensavam as cadeira já que ao fim de poucos acordes a Escócia levantou-se para não mais se sentar.

Rumemos a Londres.

De Edimburgo a Londres

A viagem mais longa desta "super-mini-tour" tem também o tempo de embarque mais demorado. Tempo para as fotos com os vencedores dos passatempos que vieram de várias latitudes, tempo para mais dois dedos de conversa com os jornalistas e tempo para ver e rever os muitos golos de Cristiano Ronaldo que, ao que parece, levou outro prémio para casa.

Ao fim de dois dias em regime "Big Brother", a "Família-mais-ou-menos- Disfuncional - Snow Patrol" prepara-se para o último voo. Agora as melodias são outras: ouve-se um ressonar a compasso. E a orquestra Holandesa tem os melhores solistas.

Londres

Talvez por serem a "Patrulha da Neve" arrastem com eles o frio. 4 graus na tarde/noite londrina. Brrrrrr.

Os Snow Patrol actuam na maior das salas ( Bloomsbury Theater), uma sala que mesmo assim garante o carácter privilegiado da experiência.

Juntam-se 5 convidados especiais. Ian Archer ( músico da Irlanda do Norte), Sarah Roberts (que dividiu os palcos com Lightbody no super-grupo Reindeer Section) e ainda Pedro Ribeiro e os nossos Ricardo Sérgio e José Mariño. Mas descansem, nenhum membro deste trio maravilha teve que cantar.

Os Snow Patrol voltam ao plano A (um alinhamento mais temperado) com mais uma mão cheia de temas novos que por esta altura quase toda a comitiva conhece de cor.

É então que Gary Lightbody pede palmas a todos. Mesmo ao senhor que tem a mão sobre a cara e parece estar com um ar enfadado. E esse senhor é Ricardo Sérgio. Fair play de Ricardo Sérgio (pudera, é d´0s Belenenses), boa onda dos Snow Patrol. Uma onda que eles querem avalanche.

A vida são dois dias, todos eles ocupados pela "Take Back the Cities Tour".

Vai outro concerto?

por: Luís Oliveira

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2008-10-29 12:46:03

Dublin e Belfast - Dia 1

Dublin e Belfast - Dia 1
11 da manhã. Cerca de 50 jornalistas saem do hotel em direcção ao The Gate Theater, em Dublin. Dos Estados Unidos à Alemanha, do Canadá a Portugal, uma espécie de nações unidas dos média estão prestes a tomar o pulso às novas dos Snow Patrol.

Adensa-se a fila junto ao teatro. Este será o concerto com menos público. Cerca de 300 fãs serão os primeiros em todo o mundo a ouvir ao vivo as novas canções de "A Hundred Million Suns".

Pouco mais de uma hora depois termina a primeira etapa da digressão. Gary Lightbody e seus pares misturaram o sangue novo de temas como "Take Back The City" ou "Please Just Take The Photos From My Hands" com os já clássicos "Run", "Chocolate" e claro "Chasing Cars".

Lá fora, o sol de Dublin foi mesmo de pouca dura. Próxima paragem: Belfast.


Entre Dublin e Belfast

25 minutos chegam para irmos de uma Irlanda até outra. Quem ganhou o dia foi o piloto de serviço que, mal a banda entrou no avião, fez questão de pedir um autógrafo em cada um dos discos e ainda tirou a habitual foto de família.

Não se podem chamar de entrevistas o que se vai passando a bordo. Ora vão os jornalistas ao encontro dos Snow Patrol, ora é a montanha a vir ao encontro dos "Maomés". Quando não se consegue uma boa citação consegue-se uma boa meia citação e um sorriso.

Já cheira a Belfast.

Belfast

O "The Empire" é tudo aquilo que achávamos que seria uma sala de espectáculos na Irlanda do Norte. Muita cerveja e muito barulho. Talvez por isso os Snow Patrol baralham e voltam a dar. Ficam as músicas com sucesso garantido (pró menino e prá menina) e entram outras com mais garra (a recuperação de "Spitting Games" foi muito bem acolhida) pois o sítio pede electricidade. Pelo meio, Gary Lightbody dedica um dos temas novos ("Golden Floor") à sua sobrinha que com 16 meses assiste ao primeiro concerto. Teve um grande baptismo, pode-se dizer.

Enquanto a banda "despacha" uma sessão de autógrafos, matamos a fome e a sede num pub das redondezas de onde somos gentilmente "expulsos" pouco depois, devido ao adiantar da hora. É a primeira vez que isto me acontece: expulso de uma bar e obrigado a mudar de país. Próxima paragem: Edimburgo.


Entre Belfast e Edimburgo (à conversa com Nathan Connolly)

A viagem até à Escócia dá-nos a oportunidade de vir em amena cavaqueira com o guitarrista Nathan Connolly. Ficamos a saber que ainda não há planos rigorosos para a digressão europeia mas a banda tem vontade de crescer e tocar em sítios onde ainda não tocou e isso pode muito bem implicar uma passagem por Portugal. Quando lembramos Nathan de um concerto cancelado em cima da hora no Festival Paredes de Coura, depois de fazer contas de cabeça, o guitarrista lembra esse azarado Verão onde a banda, entre intoxicações alimentares e braços partidos, passou quase tanto tempo em palco como na enfermaria.

Nathan confessa ainda que a banda tem a noção da pressão mas que não é uma má crítica na imprensa que lhe faz perder o sono. Quanto ao novo disco, o guitarrista não esquece o trabalho do produtor Jacknife Lee (REM, Bloc Party, U2) que tratou de puxar pelo que a banda tem de melhor: a capacidade de criar boas melodias. Entre os álbuns que vão rodando no Ipod do rapaz destaca "For Emma Forever Ago" de Bon Iver. Bom gosto, sim senhor.

É uma e meia da manhã. Aterramos em Edimburgo e o termómetro teima em ficar nos 5 graus.

por: Luís Oliveira

link deste artigo | comentar/ver comentários(0)
2008-10-29 12:45:19

Dublin - Dia 0

Dublin - Dia 0

A capital irlandesa recebe-nos com uma grande chuvada.

No táxi, no hotel e à noite em Temple Bar tentamos perceber quão "grandes" são os Snow Patrol por estas bandas. Há quem chegue lá só pelo nome e depois há as palavras mágicas: "Chasing Cars".

Os AC/DC podem ter o seu "Rock and Roll Train" que Domingo e Segunda os Snow Patrol serão donos e senhores do avião do Rock and Roll.

Uma banda, dois dias, quatro cidades, quatro concertos.

A "Take Back the Cities Tour" está quase a começar.

por: Luís Oliveira

link deste artigo | comentar/ver comentários(1)
2008-10-29 07:12:59

Moonspell - Day Eleven

Houston, Texas, 29/10/2008



Finalmente o calor e as janelas abertas do autocarro! Chegámos ao Texas, terra dos rangers e dos chapéus (se bem que hoje ainda não consegui apanhar nenhum para a posteridade, mas não irei desistir!). A sala House of Blues, uma cadeia de salas para música ao vivo nos EUA tem apenas três semanas e cheira a nova mas também se sente a inexperiência da juventude. Hoje dois técnicos de monição foram mandados para casa e os meus ouvidos conseguem vos dizer porquê...

Gosto de muita, muita coisa nos EUA, mas há uma parte que detesto. O nosso condutor também está por um fio, resmunga todos os dias infantilmente, e um dos técnicos da comitiva faz o mesmo, chega a roçar a xenofobia, porque não estão habituados a pessoas assim. Sim é um facto que não há muitos Portugueses a fazer o que fazemos mas isso não nos torna piores ou esquisitos. Ele é queixas do ar condicionado, comida, do tempo, faz-me pensar onde estão os homens nesta terra? Neste autocarro parece que só nos mandaram miúdos..wtf...




Desabafos à parte, o Texas é um óptimo sítio para tocar e depois de um dia de folga a comer panquecas e a coleccionar mais cromos americanos (o rapaz na foto chama-se Chris e trabalha na IHOP- international house of pancakes; o outro guloso é o nosso técnico de som o ilustríssimo Jorge Pina) sabe bem enferrujar.



Mas hoje é tipo dia de raiva, não me digam nada! Odeio a capacidade dos americanos em arranjar problema onde eles não existem e isso está-me a subir à cabeça...bem, o que posso fazer? Faltam doze concertos, nove de seguida se fiz bem as contas, amanhã o sol nasce outra vez e cá estarei eu para vos relatar tudo do sangue, suor e lágrimas se não se o condutor não nos parar de chatear!

por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(3)
2008-10-27 07:06:23

Moonspell - Day Ten

St.Louis, Missouri 24/10/08



Detroit


Don't believe the hype. Na cidade mais agressiva da América, passámos um dia de folga tranquilo. Ficámos mais perto do centro do que esperávamos, e não houve aventura nenhuma em percorrer uns quantos quarteirões e acomodarmo-nos num belo bar Irlandês (hello, Botas!), e ao som de Led Zepellin, beber umas ruivas e pretas. A comida era deliciosa, rolo de carne com molho Jameson, uma especialidade! Ficámos alojados no antigo Sheraton, agora Riverside, um daqueles hotéis cujos tempos de esplendor apenas se pressentem pela grandiosidade das linhas, dos serviços, das estrelinhas nos andares todos, dos nomes promissores anexos às penthouses e vip suites.



O local do concerto é fronteiro ao estádio dos Detroit Tigers, equipa local de basebol, e um dos palcos principais da mítica reunião dos Kiss, onde gravaram o vídeo clip de Shout it Loud! Fotografias da praxe tiradas, o tempo voa até ao concerto, que começa frio mas acaba muito bem, passando os vossos enviados com boa note perante, esse sim, o público duro de Detroit.



Mas nem todos são duros: um dos seguranças (aqueles senhores pequeninos à frente do palco) ameaça processar o vocalista da primeira banda por agressão, só porque este lhe entornou um bocado de água em cima, tipo cuspidela, sem intenção alguma...avisado pela própria tour manager de Danzig, resta-me engolir as regras.



Chicago



Começa por um pequeno almoço da pizza tradicional de Chicago, trazida quentinho do Gino's pelo nosso bom americano, o nosso Mark. Dividas as compras do Best Buy, e lá estão os Moonspell "quitados" com câmaras novas, ipods, filmes, fones, graças à crise do dólar.



Depois, um dos momentos mais aguardados da tour: a primeira visita a uma lavandaria automática!!! É sempre um ritual específico: acordar o pessoal, juntar a roupa, fazer os sacos, entrar, trocar notas por moedas de 25 cêntimos, encher a máquina, esperar meia hora, ir buscar café, ler um livrito, secar a roupa, dobrar e , no fim, verificar que está tudo um tamanho abaixo.








Apertadinhos na roupa lavada damos dois concertos de seguida com uma reacção brutal! Seria o cheiro a amaciador? Facto é que em Chicago, quebramos o recorde de vendas de merchandise desta tour e o Domingo em St.Louis não é tão lento como os outros! Passa rápido e bem e sem darmos quase por isso o autocarro arranca em direcção ao Texas.

Dia de folga amanhã, por isso "falamos" Quarta! Um abraço, uma harmónica e uma estrada infindável.



por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(3)
2008-10-23 08:16:52

Moonspell - Day Nine

Minneapolis, Minnesota, 23/10/08

Está frio, frio, frio. Acordamos no meio de um "mall", que são áreas comerciais com vários blocos de lojas imensas, um pouco como os retails parks dos subúrbios de Lisboa, mas de proporções gigantescas. Saio para compras, preciso de meias e tem ser pretas (a meia branca ainda é uma instituição nos EUA) e o dia praticamente se esfuma em ver prateleiras infindáveis de coisas e mais coisas, a perder de vista...e são só mesmo as meias pretas que trago já que ao olhar para tanto só me apeteceu levar...nada. Foi o que fiz.




O concerto é como o dia, um bocado cinzento para todas as bandas. Nem sempre o frio fica lá fora, mas fez-se o que pode e os ânimos lá subiram para gáudio da menina da Jeigermaster que, apesar de ter chamado mais atenção sobre ela do que as bandas no palco, vê a venda dos seus shots aumentarem ainda mais com o calor.



O aftershow é bem mais animado do que o show. Uma visita a um bar americano torna-se uma odisseia de cerveja e petiscos de tal ordem gordurosa como asas de galinha, palitos fritos de mozarella, aros de cebola frita, com direito a desafio: comer 12 asas de galinha no limite do picante em 6 minutos, tarefa que o nosso baixista Aires despacha em 3 minutos sendo contemplado com uma t-shirt e com as próprias asas de galinha (uma vaquinha entre o pessoal que lhas pagou) e um chapéu estúpido que ninguém resiste a usar.



A viagem hoje é até ao hotel próximo de Detroit, uma das cidades mais violentas da América, casa da Ford e coração da indústria automóvel dos Estados Unidos. Público duro também. Mas ao pé do sítio onde tocamos (Filmore Theatre), há um diner tipo Anos 50, que acolherá as nossas derrotas, empates ou vitórias, da mesma maneira de sempre: simpática e gulosa.

Antes disso folga. Vemo-nos depois de amanhã.


por: Moonspell

link deste artigo | comentar/ver comentários(1)

Junta-te à comunidade no Facebook!



Junta-te à comunidade do Twitter!


        
DomSegTerQuaQuiSexSab
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930 
<7div> <7div>